php echo do_shortcode('[contact-form-7 id="19674" title="newsletter-signup"]');
-->
29 de junho de 2020

Stephenie Meyer lançará “Midnight Sun” depois de anos

Tempo de Leitura: 3 min

No meio dessa pandemia, finalmente uma notícia boa (para alguns): a autora Stephenie Meyer terminou de escrever e finalmente vai lançar Midnight Sun — ou “Sol da Meia-noite”, título do livro em português — que é a versão de “Crepúsculo” contada pela ótica de Edward Cullen.

O anúncio do livro foi feito pelo Instagram da Stephenie Meyer, no dia 4 de maio, depois de uma contagem regressiva de cinco dias, e os fãs da saga (sim, me incluam neste pacote) foram à loucura. Eu lembro de ter lido muitos tuítes nesta semana e fiquei animadíssima para, finalmente, poder ler o livro que ela começou a escrever mais de quinze anos atrás e desistiu.

Eu devorei os quatro livros da autora — “Crepúsculo, “Lua Nova”, ”Eclipse“ e ”Amanhecer” — em um piscar de olhos e já era bem fã da saga quando os filmes foram lançados. Na época, eu ainda morava com meus pais, e meu vício acabou fazendo meus irmãos e até minha mãe lerem os livros também — inclusive, meu irmão terminou de ler o último livro antes de mim.

Ainda no período de prestígio da série, vazou um arquivo com os primeiros capítulos não-editados do livro na internet e, no final das contas, ela não deu continuidade à escrita. Obviamente, os fãs ficaram frustrados, principalmente os que eram #teamedward. Mas não tinha muito o que fazer; a decisão era dela.

Agora, depois de mais de dez anos de espera, o livro vai sair. Um momento, por favor.

Eu, uma assumida #teamedward, fiquei extasiada com a notícia e confesso que estou ansiosíssima para ler o livro. Eu até pensei em voltar a usar minha camiseta de Team Edward (sim, eu tinha!), mas lembrei que já coloquei para doação há vários anos, porque estava bem velha e desbotada.

Apenas um adendo... Desde o lançamento de “Crepúsculo” nas telinhas, em 2008, eu virei fã do ator Robert Pattinson — ou Rob, já que eu já sou íntima dele há tantos anos. Acompanho o trabalho dele desde então e assisti quase tudo o que saiu dele na mídia. No ano passado, eu notei que ele voltou a ser o queridinho das redes sociais e eu ficava pensando comigo mesma... “Mas, gente, só agora que vocês se deram conta que ele é lindo e tudo-de-bom?” Hahaha! Eu sempre estive certa, né? 😉

Robert Pattinson e Kristen Stewart em "Eclipse" (2010)

Fonte: USA Today

Em “Midnight Sun”, nós vamos conhecer a história de amor de Bella e Edward através dos olhos dele, com direito a entender o que ele sentiu na primeira vez em que colocou os olhos nela e quando percebeu que estava se apaixonando por uma mera mortal, além do que pensava sempre que não conseguia ler os seus pensamentos — algo que era o normal para ele. No entanto, ele sempre soube que precisava protegê-la a todo custo. Tudo isso me intriga bastante e eu espero que a autora tenha feito um bom trabalho.

O lançamento mundial do livro está programado para 4 de agosto. No Brasil, quem vai publicar o livro é a Intrínseca, que é a editora que tem os direitos sobre todas as obras da autora no país. Enfim, “Midnight Sun” já está disponível na pré-venda online e está custando na faixa dos R$ 60.

Aqui no Canadá, a maioria dos livros sai primeiro na versão capa dura, que eu não sou muito simpatizante, então eu não sei se vou comprar logo de cara... Talvez eu pegue o livro na biblioteca pública para ler, num primeiro instante, até que ele seja lançado em capa mole mais para a frente. No entanto, acho que nós já podemos começar a contagem regressiva para embarcar nessa leitura... Obaaaaa!

Gostou deste post?
(1)
Comente Este Post

Deixe uma resposta para Adriel Christian Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 comentários em "Stephenie Meyer lançará “Midnight Sun” depois de anos"
  • AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!

    eu estou super animado pra esse lançamento, mas não ansioso, principalmente pela quantidade de páginas do livros. são mais de 700 páginas... é necessário ter um tempo pra devorá-lo com calma. por aqui tá tudo tão corrido q nem me vejo lendo ele assim que for lançado. mas eu vou ler, sim, pra relembrar da época em que era viciado na saga e surtava com os lançamentos. :D

    • Oi, Adriel! Eu também fiquei um pouco abismada com a quantidade de páginas, até porque “Crepúsculo” não tem tantas páginas assim, mas vou tentar ler em seguida. Estou precisando de uma história com personagens para aquecer meu coração e Edward Cullen costuma ter esse poder! Hahaha! Beijos e ótima semana!

  • Olá!
    Eu quase morri com essa notícia. Era uma fã da saga (provavelmente ainda sou!).
    Eu achei a capa bem estranha, mas pelo que li por aí das explicações sobre a romã eu ainda posso "engolir" isso.
    Hoje em dia, todo o mundo ressuscitou Crepúsculo. A autora finalmente lançou o livro.
    Comecei a assistir um podcast onde a primeira coisa que ouvi foi uma das pessoas falar de personagens de Crepúsculo (haha!).

    Como eu cheguei aqui no blog com esse post, eu voltarei mais vezes para comentar e ler mais uns posts :)