php echo do_shortcode('[contact-form-7 id="19674" title="newsletter-signup"]');
-->
24 de março de 2018

As Melhores Cenas de “Call Me By Your Name” em GIFs

"Call Me By Your Name" é uma história de amor. Uma belíssima história sobre um romance de verão, o primeiro amor de um garoto de 17 anos e o sentimento intenso de perda e dor de quando a relação chega ao fim. CMBYN é um filme que te faz sentir, te faz suspirar e, principalmente, te faz relembrar o que é amar pela primeira vez, pela segunda, pela décima ou até pela última vez. O filme traduz em imagens aqueles momentos em que você percebe que está diante de alguém que você quer que fique em sua vida, assim como quando você se dá conta de que a pessoa foi embora de vez.

Call Me By Your Name (2017)

Se você me segue no Twitter, já deve ter reparado que eu estou totalmente viciada em tudo que gira em torno do filme e do ator que interpreta Elio Perlman, o fofo do Timothée Chalamet. Eu já perdi a conta de quantas entrevistas, premiações, Q&As e outros vídeos aleatórios eu assisti nas últimas semanas.

Apesar de o sr. Armie Hammer ser um deus grego (senhor, que homem!), minha atenção sempre se volta para o Timmy, porque ele é esse ser humano incrível, espontâneo, meigo e totalmente transparente. Eu adoro ficar olhando para o rosto dele (mesmo quando ele não está falando) só para ver a expressão e os gestos que ele faz quando alguém diz algo interessante, como, por exemplo, quando a Ellen DeGeneres disse que ele era sexy e ele não sabia o que fazer com as mãos. Coisa mais amada! :love:

Eu fiquei sabendo do filme durante o TIFF do ano passado, mas acabei não tendo tempo para assistir nada durante o festival, porque as minhas aulas já tinham começado. Quando o filme saiu no cinema, em janeiro, eu cheguei a convidar uma amiga para ir assistir comigo, mas ela não se animou muito com a história e nós acabamos vendo "The Shape Of Water" ao invés. Grande erro!

Oliver e Elio em "Call Me By Your Name"

Na minha maratona para o Oscar, eu finalmente assisti CMBYN pela primeira vez... Eu adorei o filme, mas achei que ele demorou um pouco para ficar interessante. Mal sabia eu que eu tinha perdido todas as pistas que mostravam que as coisas já estavam acontecendo desde o início do filme... Agora que eu já assisti 7 vezes, eu posso dizer que o filme é recheado de sutilezas e que a história é tão pura e orgânica, que não requer grandes declarações ou atos gigantescos, como a maioria dos filmes faz.

Para vocês terem ideia, em nenhum momento do filme os personagens falam sobre o que sentem ou expressam verbalmente o desejo de ficarem um com o outro... Além disso, nem mesmo as cenas de sexo são explícitas. A relação entre Elio (Timothée Chalamet) e Oliver (Armie Hammer) é construída apenas com gestos, metáforas, atitudes e olhares. Nada é exagerado, forçado ou imposto. É uma sequência de acontecimentos que se desenrola até o ponto em que fica claro para ambos que a única alternativa é ficar juntos durante o restante do verão. E, quando isso acontece, OH MY GOD... É mágico, apaixonante.

Elio e Oliver em "Call Me By Your Name"

A atuação de Timothée Chalamet, de apenas 22 anos, rendeu uma indicação ao Oscar deste ano, sendo o terceiro ator mais novo indicado a esta categoria. E, mesmo não tendo levado a estatueta para casa, acho que podemos concordar que ele está espetacular no papel do menino Elio. A química entre os dois atores é incrível e, em alguns momentos, você se pergunta se eles estão realmente atuando, porque tudo parece tão real. Em outras palavras, eles estão atuando pra carai e pra ninguém botar defeito.

De fato, cada uma das vezes que eu assisti o filme, eu notei alguma coisa que eu não tinha reparado nas vezes anteriores — o quão me faz pensar na genialidade do diretor, Luca Guadagnino. Inclusive, agora que eu estou lendo o livro, consegui enxergar coisas que não ficam muito claras no filme, ou melhor, não são tão explícitas. Mas está tudo lá, naquela obra de arte (dos deuses) de filme.

Sendo assim, esse post é uma compilação das melhores cenas do filme, na minha opinião, mostradas em forma de GIFs. Eu me pego voltando ao filme para assistir alguns trechos aqui e ali e ainda não me cansei. Então, se agarrem em suas cadeiras e vamos à esta maravilha... Senhoras e senhores, o filme "Call Me By Your Name", em leves doses animadas de fofura.

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

O sorrisinho da maldade quando o Oliver pergunta no que ele está pensando...

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Quem nunca?

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

O primeiro beijo...

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Abençoada seja esta mordidinha no lenço... Amém.

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Provavelmente, minha cena favorita... O quão meigo é isso?

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Ah, esse beijo... Me abana.

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

O jeito que o Oliver olha para o Elio...

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

O jeito que o Elio olha para o Oliver...

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Essa cena destrói meu coração... Oh, my.

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Bêbado de amor... Uhum.

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

A tão temida despedida... *morre chorando*

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

Meses depois...

Call Me By Your Name (2017)
Call Me By Your Name (2017)

E, a última cena do filme, depois de todos os créditos já terem aparecido...

Call Me By Your Name (2017)

Ufa! Quarenta e cinco gifs depois, o final do post... Aliás, eu gostaria de deixar registrado que eu passei o filme inteiro (de novo) para criar os GIFs de todas as cenas mais relevantes. Deu um trabalhão! Óbvio, tem muita coisa faltando, mas acho que o necessário está aí.

Assistam o filme, se puderem. É muito bonito... Espero ter conseguido provar isto com esse post, que foi feito com muito amor e carinho. E já posso dizer a vocês que "Call Me By Your Name" virou um dos meus filmes favoritos para a vida... Sem dúvidas.

[gs_lp_like_post]
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 comentários em "As Melhores Cenas de “Call Me By Your Name” em GIFs"
  • É um dos meus favoritos tb!!! Eu acho mt fácil me apaixonar por Oliver, pq a gt só conhece ele a partir do olhar apaixonado do Elio. E bem, com um deus grego desses interpretando o personagem, difícil não babar, hahaha! Da primeira vez q vi me senti completamente despedaçada, sério, acho q só me senti igual em "Vanilla Sky" e "tree of life"! Mas dps de ver outras vezes acabei entendendo a beleza do q eles viveram...

    Amo muito os olhares do Armie no filme, qd ele não tem q "fazer" nada mas tem q mostrar td oq sente em expressões faciais, pq ele cansou de dizer o quão apavorado ele ficou de ter q ser tão vulnerável, q ele não sabia se conseguiria... E conseguiu! Acho q tb torci mt por ele pq achei o artigo do buzzfeed sobre a carreira dele bem injusto, ele é um ator excelente... Só um pouco azarado (embora espero q a partir desse filme ele seja mais reconhecido e escolha melhor seus trabalhos!), Hehehe...

    Qd terminar de ler o livro vamos discutir sobre a comparação com o filme, plis!!!

    • Oi Vy! Concordo com você e com o Timmy. Como não se apaixonar pelo Armie, né? Um homão desses, um deus grego vivendo entre reles humanos... Hahaha! E acho que o que você disse faz todo o sentido... Nós estamos vendo o Oliver pelo olhar apaixonado do Elio e isso ajuda no processo de se apaixonar por ele também. Mas, como você sabe, meu coração bate mais forte pelo Timmy, porque eu admiro essa inocência que ele ainda tem — e espero que nunca mude. A primeira vez que eu assisti o filme foi um baque para mim também, mas por conta do discurso do Mr. Perlman no final, que foi meio que um tapa na minha cara (por um sentimento que estou vivendo e lutando contra há uns dois anos). Mas a história ficou na minha cabeça e um ou dois dias após o Oscar, quando assisti o filme de novo, foi que eu fui sugada pelo buraco negro de Elio e Oliver. Ambos Timmy e Armie são excelentes atores e se expressam muito bem mesmo em cenas sem falas. Ainda quero assistir alguns filmes passados do Armie (eu já assisti tudo que tem disponível na face da Terra do Timmy), porque admiro ele como ator e como pessoa também (quero ser BFF dele na vida real!). Estou ansiosa para saber mais sobre a sequência do filme e espero continuar apaixonada por esse universo lindo que eles criaram em CMBYN! E, ah, estou pronta para discurtirmos livro vs. filme... Inclusive, já estou programando um post sobre isso aqui no blog em breve. Mas vamos conversar antes de eu escrever, assim eu melhoro e pondero melhor os meus argumentos. Hahaha! Later! <3

  • Ainda não assisti quase nenhum filme relacionado ao Oscar, mas pelo seu post esse parece ser um filme mto bom! Não sou mto de curtir filmes românticos, mas a crítica foi tão boa que fiquei com vontade de assistir!! Já coloquei na minha lista!

    Bjão!

    • Oi Bia! Eu fiz uma maratona para conseguir assistir todos os filmes indicados a "Melhor Filme" para o Oscar deste ano e consegui lá nos 45 do segundo tempo... Hehehe! Agora estou terminando de assistir o restante dos filmes indicados para as outras categorias também (estou numa fase muito cinéfila) — devem faltar uns cinco ou seis. E, apesar de CMBYN não ter sido o meu favorito para ganhar o prêmio de "Melhor Filme" ("Get Out" continua sendo o melhor filme que eu assisti este ano, sem dúvidas), ele foi o filme que mais mexeu comigo... A história é realmente linda e os personagens te encantam em todos os sentidos. Eu comprei e já li o livro e agora vou começar a ler o script do filme (o nível de obsessão é gigantesco, como você já deve ter percebido). Assista, sim. E eu espero, de coração, que você também goste! E aproveite para adicionar "Get Out" na sua lista também, se é que você já não assistiu... Vale muito a pena! Beijocas! =*