4 de abril de 2015

Uma montanha-russa de emoções…

Março foi uma montanha-russa de emoções. Provavelmente, foi o mês que me trouxe o pior dia do ano e também o melhor dia do ano, até agora. Oscilei entre mil sentimentos, estando muito bem em alguns momentos e muito mal em outros. Foi um grande festival de alegria, ansiedade, tristeza, excitação, nervosismo, alívio, euforia, pânico, felicidade, tranquilidade, medo, surpresa, aceitação, serenidade e loucura, tudo junto e misturado… Ufa! E apesar de ter sido bom de certa forma, estou contente que acabou, porque eu já estava enjoada daquele sobe e desce sem fim. Eu precisava do chão firme abaixo dos meus pés novamente.

Uma montanha-russa de emoções...

No entanto, essas últimas semanas foram extremamente importantes para mim, de uma forma geral, porque era o que eu precisava para tomar a iniciativa de colocar tudo de volta nos eixos… Ou tentar, pelo menos. Foi um momento marcado por decisões e escolhas, de mensurar o que é relevante e o que faz diferença na minha vida. Estabeleci o que me faz bem, o que me faz mal, o que faz falta e o que não faz. E agora é hora de colocar os pingos nos is e fazer a faxina.

Tenho me sentido bastante frustrada ultimamente (quem nunca?) e me cobrando cada vez mais. Sei que isso não ajuda em nada, mas comprova que algumas coisas precisam de mudanças. E eu vou mudá-las, custe o que custar, porque abaixar a cabeça nunca é uma opção para mim. Eu sou determinada e persistente o suficiente para continuar me levantando após cada tombo e chegar ao meu destino final. Posso ser sensível, mas também sou muito forte quando preciso. Não me importo em derrubar algumas lágrimas ou ganhar algumas cicatrizes durante o percurso, se é o que precisa ser feito… Isso tudo faz parte da vida e dos aprendizados que nos fazem ser quem somos hoje, por dentro e por fora.

Abril promete ser um mês cheio de novidades e eu estou ansiosa para descobrir cada uma delas… Voltei a ser uma eterna otimista e tenho certeza de que as coisas só vão melhorar daqui para frente. Já comecei a dar pequenos passos nesta nova caminhada e não tenho pressa para ver onde vou chegar. Enquanto isso, aproveitarei a paisagem e me certificarei de estar fazendo as curvas e desvios certos, para não me perder novamente…

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 comentários em "Uma montanha-russa de emoções…"
  • Uma visão otimista ajuda muito. As melhores fases da minha vida foram as que decidi ser um pouco mais otimista (pelo menos na maioria das vezes, haha).

    Bom abril pra você!

    Um bj,
    Re

    • oi rê! que legal te ver comentando por aqui… adorei! mas é bem verdade mesmo… às vezes, só um pensamento otimista já faz toda a diferença. eu passei por uma fase bem difícil nos últimos anos e acabei me tornando bem pessimista, porque tudo sempre dava errado. mas depois de um tempo refletindo muito sobre tudo, consegui resgatar a perspectiva boa das coisas (mesmo das que dão errado) e mudar o ânimo da minha vida, de uma forma geral. 2014 foi especial e 2015 promete ser ainda mais… o mês de abril já começou bem bacana para mim, então tenho certeza que logo, logo tudo voltará para o seu devido lugar… beijos <3

  • Meu marido sempre reclama de eu ser pessimista, às vezes tenho vontade de jogar tudo para o alto sabe.

    Mas é nesses momentos que precisamos ser fortes, você vai conseguir =)

    Beijos

    • oi, flor. eu te entendo, porque me senti assim muitas vezes também… mas não podemos jogar para cima o que pode nos fortalecer de alguma forma, certo? cada passo e cada acontecimento traz algum aprendizado para a nossa jornada e absorver tudo isso é a melhor forma de se tornar mais forte e de ir evoluindo ao longo dos anos… se permitir ser mais otimista é a chave para ir mais longe. eu consegui mudar isso em mim (depois de um fase bem difícil) e tenho certeza de que você também conseguirá… obrigada pelo apoio, querida! beijos! ;)

  • Olá :D

    É muito ruim quando isso acontece né? Ficar desanimada ou desesperada, tbm me sinto assim as vezes e é um saco :( mas já que está otimista de novo, aproveite esse momento ao máximo para colocar as idéias no lugar pensar positivo!

    Bjão :)

  • Oi Nanda!!! Olha eu aqui! Que saudade eu estava de acompanhar os bons blogs e o seu, claro, faz parte desta lista.
    Eu sempre fui uma pessoa otimista, mesmo nos piores momentos da minha vida eu nunca perdi a fé de que as coisas seriam melhores. Claro que ao longo do tempo, alguns sonhos e planos não se realizaram, alguns eu precisei mudar, outros mudei por vontade própria…talvez como forma de aceitação sempre acreditei que nada acontece por acaso e que “você está exatamente onde deveria estar”, mas, ao invés de me acomodar com a situação, eu tento aprender algo com ela. E venho aprendendo muito com essas lições que a vida nos dá, passei a entender e compreender muitas coisas, aprendi a lidar melhor com as frustrações e principalmente, fui me tornando mais forte e determinada, com a visão bem mais clara do que eu realmente quero pra mim. Espero de verdade que Abril te traga o que você tanto espera mas que também traga boas surpresas, o inesperado também pode ser maravilhoso!! Um beijo grande pra ti!

  • Mas é parte da mudança se sentir frustrada! É nosso mecanismo de defesa, a gente sabe que as coisas não podem continuar como estão mas o nosso cérebro nos força a continuar assim e resiste a mudança. Mas confia e vai na fé, ninguém sabe o que é melhor pra você além de você mesma!

  • OOi! :)

    A melhor opção é ser otimista com certeza! Andei pendendo pro lado pessimista e é tãaao exaustivo! Tb estou voltando aos poucos para o lado mais leve rs

    Entendo que a felicidade somos nós que fazemos, independente do problema.

    bom resto de abril pra vc! bjoss

    Carla
    Profetices
    Heart Clicks