3 de agosto de 2016

Tag Literária: Escritores

Semana passada, a Poly me indicou para fazer uma tag literária e eu, como uma boa amante de livros, topei participar. São cinco perguntas simples, relacionadas com o mundo da escrita… Eu espero que gostem das minhas respostas. Vamos lá então!

1. O escritor que te iniciou no mundo da leitura:

Desde pequena, eu já lia bastante. Na época do colégio ainda, eu lembro de ter lido vários livros infantojuvenis, indicado por professores de Português e Literatura. Gostei muito de alguns deles, mas o vício pela leitura começou mesmo depois da leitura de “Melancia”, da Marian Keyes. Foi o primeiro livro que eu lembro de ter lido depois de grande, por puro prazer… Foi também quando eu comecei a minha coleção de livros e desenvolvi a paixão por ir a livrarias paquerar as milhares de capas exibidas por lá… E tudo começou com “Melancia”.

Marian Keyes
Marian Keyes, autora de “Melancia”
2. Um escritor que te ganhou de volta e um que te perdeu para sempre:

Nunca cheguei a ler um livro que eu realmente tenha detestado (oi, eu sempre leio bem a sinopse antes de comprar?), portanto não acho que algum escritor tenha me decepcionado tanto a ponto de eu dar uma segunda chance a uma obra sua… No entanto, se tem um livro que eu comecei a ler e não consegui passar do segundo capítulo é “O Diário de Bridget Jones”, da Helen Fielding. Os filmes até não são ruins, mas o livro não me desceu… Acho que não gostei da forma como o livro é escrito, todo em “pequenos pedaços de informações”. Eu gosto de longas narrativas. Não sei se insistiria em qualquer livro dela novamente…

3. Um escritor brasileiro e um estrangeiro:

Vocês me desculpem, mas eu não leio literatura nacional… Assim sendo, eu não poderei citar um escritor brasileiro. O motivo? Nenhum livro me chamou atenção suficiente para encarar a leitura. Os poucos que já li, achei um tanto sem sal… Acredito que devem ter livros nacionais bons, com certeza, mas a minha preferência vem toda de fora. Para escritor gringo, eu cito a minha querida Emily Giffin, autora de um dos meus livros (e filmes) favoritos, “Something Borrowed”. Adoro as obras dela e acho ela uma fofura só!

4. Um escritor “zona de conforto”:

Para uma leitura agradável, gostosa e divertida, eu opto sempre por Sophie Kinsella. É a autora do meu livro favorito de todos os tempos, “Remember Me?”. Tenho vários livros dela na fila para ler e espero, um dia, completar a leitura da coleção inteira… Gosto muito do jeito que ela escreve e, geralmente, os enredos dos livros são leves, engraçados e tranquilos de ler.

Sophie Kinsella
Sophie Kinsella, autora do meu livro favorito, “Remember Me?”
5. Um escritor que você traria de volta dos mortos:

Preciso confessar que ainda não li nenhuma obra da Jane Austen (shame on me, eu sei!), mas pela grandiosidade da autora, seria quem eu traria de volta… Imagina que mágico seria termos novos livros dela com um cenário mais atual e moderno? Aposto que ela arrasaria. E, finalmente, eu comprei “Orgulho e Preconceito” — com uma capa lindíssima. Estou ansiosa para lê-lo.

Meus indicados para fazerem a tag são: Virgínia, Carol Chang, Nicas, Amanda e Renatinha.

Aliás, aceito indicações de livros de novos autores… De preferência, de fora, ok? Eu andei meio afastada das minhas leituras, mas nos próximos meses quero retomar o hábito.

BEDA Agosto 2016

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 comentários em "Tag Literária: Escritores"
  • Opa, já vou guardar esse post pro fim do mês (queando ainda tô sem pauta) =P O bom é que vou lendo e pensando nas respostas, haha! Jane Austen é amor, amo Orgulho, mas sabe que acho que Emma ou Razão e Sensibilidade seriam leituras mais fáceis? Bom, quando você começar a ler, me diga o que acha!

  • MIGA, OBRIGADA PELA INDICAÇÃO! <3

    A Marin Keyes é uma fofa, ela vem pra Bienal e a mão deu uma coçadinha pra ir pegar autografo, a edição especial de Melância que estão lançando pro evento é a coisa mais linda!

    Eu também não li Jane Austen, ainda não caiu nesse amor ou nessa curiosidade (estamos juntas no erro!)

    E já quebrei muito a cara com escritor, mesmo lendo sinopse e resenha antes, tem muita gente que tem a idéia PERFEITA e ferra tudo na hora de executar (conheço várias).

    Beijo!

  • Fiquei tão feliz que vc respondeu <3
    Desanimei de ler Marian Keyes de tanta gente reclamando dela no Clube do Livro rs
    Eu amo O diário de Bridget Jones. Foi o primeiro livro com mais de 200 páginas que eu li em uma tarde. Mas conheço muita gente que assim como vc também não conseguiu gostar. Essa forma de narrativa é bem peculiar, nem todo mundo gosta (Simplesmente Acontece da Cecelia Ahern é escrito em formas de cartas, já leu?)
    Obrigada por ter respondido.
    Bjs

  • Geeeeeente, você não gostou de O Diário de Bridget Jones!!! Como pode? rs Mas veja que eu nunca consegui ler Melancia, achei chatinho demais =P
    E não tem como não lembrar de você quando penso em Remember Me ou Emily Giffin (que li por indicação sua).
    Beijo!