21 de março de 2012

Sozinha

Quem nunca se perguntou “o que será de mim se eu nunca encontrar alguém para passar o resto da minha?” que atire a primeira pedra… Mas o fato é que, se isso acontecer comigo — não que eu ache que vá acontecer, mas a gente nunca sabe — não vai ser um grande problema para mim, pois eu gosto da minha companhia. Já tive muito medo por isso, quando eu era mais nova. Mas não mais. Eu gosto de ficar sozinha, de dedicar horas do meu dia comigo mesma, rir dos meus próprios pensamentos, lembrar de coisas estúpidas, fazer tudo do meu jeito e na hora em que eu quiser ou curtir o silêncio da minha própria sombra… Parece triste, mas não é. É confortante, saber que eu não preciso da outra metade para me fazer feliz. Saber que sou independente, forte e capaz de fazer as coisas por mim mesma.

Claro que eu não gosto tanto assim de ficar sozinha que não quero mais o cara dos meus sonhos… Óbvio que eu quero! Mas eu já cheguei à conclusão de que não adianta procurar por ele, porque ele não está em nenhum lugar para ser encontrado. Um dia ele vai chegar — ou não — e vai ser quando eu menos esperar… Mas enquanto ele não chega, vou aproveitar a minha companhia e fazer as coisas que gosto.

Sabe todas aquelas coisas que as pessoas evitam fazer sozinhas? Almoçar ou jantar sozinhas, ir ao cinema sozinhas, viajar sozinhas? Eu adoro tudo isso. E não estou falando só por falar… Acho que gosto de conseguir reunir meus pensamentos e analisar cada um deles, sem ninguém em volta para me olhar de cara feia ou me dizer que estou errada. Sei que eu penso demais sobre as coisas (um dos meus maiores defeitos, devo dizer), mas pensar é meio que um passatempo meu… Não só pensar sobre o que eu sinto, sobre o que eu acho de certas coisas, sobre o que aconteceu, sobre o que vai acontecer, mas pensar em coisas que não existem, que estão longe de mim, sobre planos e sonhos ou situações que eu gostaria que acontecessem. Geralmente é o suficiente para me colocar sorrisos no rosto… E se eu consigo fazer isso sozinha, por que me preocupar em estar rodeada de pessoas que não significam nada?

Minha teoria sempre foi de não me envolver com ninguém que não tenha uma certa importância para mim. Romanticamente falando, claro. Qual a graça de ficar com alguém que não faz o seu coração disparar ou que não seja aquela pessoa com quem você deseja envelhecer junto? Por isso eu não tenho medo de ficar sozinha. Se for pra acontecer, que seja de verdade, que tenha um propósito, que tenha um valor real pra mim. Pode parecer bobo e antiquado, mas é o que eu sinto e acredito… E tenho orgulho dos meus valores e do jeito que enxergo a vida por trás desses 6 graus de miopia em cada olho. Me deixa ser fora de moda e viver com os meus conceitos, tá bom?

Ando curtindo tanto esses meus momentos quieta no meu canto, que faz alguns meses que decidi que eu preciso ir morar sozinha logo. Quero ter as minhas coisas, os meus horários, fazer o que eu quiser, ser ridícula e espontânea, fazer coisas que eu só posso fazer quando não tem ninguém por perto… E o mais importante é que eu me divirto comigo mesma. Ultimamente estou tentando não ser tão antissocial, saindo com amigos e de dentro do meu quarto, mas a verdade é que quando estou sozinha eu me sinto melhor. Será que eu sou tão complexa assim, que só eu mesma me compreendo? Não sei, mas acredito que ficar sozinha me ajuda a me entender melhor e talvez seja isso que eu esteja precisando agora. Talvez, só por um tempo.

Fora toda essa onda de curtir os meus momentos sozinha, sinto absurdamente a falta de ter alguém importante na minha vida. Sei que mesmo que ele apareça, vou continuar gostando de ter um tempo só para mim, porque é o meu jeito de ser. A vontade de estar com alguém existe sim, mas também não é como se eu estivesse morrendo de pressa para que isso aconteça imediatamente… Um passo de cada vez. Tudo ao seu tempo.

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 comentários em "Sozinha"
  • Comentando duas vezes no seu blog no mesmo dia: uisso é um récorde pessoal! rs

    Bom, eu sou filha unica, então desde, tipo, SEMPRE, estou acostumada a passar muito tempo sozinha. E sempre gostei! Acho que o primeiro passo pra alguém gostar de estar ao seu lado é vocês mesmo curtir sua própria companhia. Acho, inclusive, que mesmo num relacionamento nós TEMOS que ter esse tempo de “solidão por escolha”….
    beijos, querida! E boa sorte nesse novo desafio de ter seu próprio lar :)

  • Fer aalguém as vezes me assusto como somos parecidas, apesar de já ter encontrado alguém penso como vc o ditado e completar a felicidade e não nos tormar felizes com esse alguém, nossa gratificação com a vida tem que ser interna mesmo, quando vc encontrar esse alguém em que vc pode ser você quando esta sosinha, respeite suas maias ai sim! Se não, a vida é bela, viva e aproveite cada segundo consigo mesma, é ótimo, eu te entendo completamente flor kkk Beijo

  • O que eu sempre digo: as pessoas não têm medo de não ter alguém que as ame, elas têm medo é de si mesmas. Eu adoro ficar sozinha, sou anti social mesmo. Adoro meus amigos, mas também gosto de ficar horas olahndo pro espaço e pensando em qualquer coisa. Que eu casei com um principe, que ganhei na loteria, que tenho poderes mágicos, sei lá, qualquer coisa. E as pessoas não precisam que as completem, só precisam que as aceitem.

  • Oi Fê! Eu gosto tanto de vir aqui no teu blog! É como se eu me sentasse no sofá da sua casa e ouvisse você dizer essas coisas! Sabe? Posts verdadeiros e com tanto carinho em cada palavra que a gente não consegue sair ileso, sem se pegar pensando sobre a sua escrita…

    Agora sobre seu texto, eu ainda estou amadurecendo meu lado “ficar de bem consigo mesma”. Estou aprendendo a lidar com a minha solidão de forma positiva, e tentando entender que se ainda não apareceu alguém é por que eu ainda não tenho por que viver isso.

    Há muito a ser feito antes do “felizes para sempre!” e é nisso que estou tentando me focar. Minha carência não pode ser maior que meu amor-próprio. E se temos de esperar que seja prazeroso! afinal ninguém merece ter a vida em torno de uma felicidade que não tem botão de “start” para começar.

    Já escrevi demais! Beijosss!

  • Gostar de si é o primeiro passo para gostar de alguém, e ser feliz consigo mesma é necessário para conseguir ser feliz com alguém. Temos que estar confortáveis conosco antes de esperar que outras pessoas sintam-se confortáveis ao nosso lado, por isso acredito que tão importante quanto ter a pessoa certa contigo para envelhecer junto, é importante que isso aconteça no tempo certo, antes disso, podemos ainda não nos amar o suficiente para sermos felizes em uma relação.
    Beijocas!

  • Olá Fernanda!
    Adorei seu texto, a maneira delicada com a qual você lida com as palavras me encantou.
    Já quebrei a cara várias vezes por me deixar levar pelo bichinho chamado amor, fiquei sozinha, chorando e repetindo a questão: “O que fiz de errado?” Com o tempo, aprendi a ser diferente e que a calma é uma forte aliada quando se gosta de alguém.
    Ficar sozinha tem sido bom para mim… Refletir sobre o que tenho feito, decisões a serem tomadas e rir de alguns momentos dá até mais ânimo de viver. Porém, ainda estou em busca de uma pessoa que saiba me aceitar como sou.
    E é claro que tudo acontecerá em seu devido tempo, basta esperar (e não ficar louca com a ansiedade, rs).
    Bom final de semana!
    Beijos ;*

  • Tb gosto do meu espaço, de estar sozinha… mas gosto de sair com vc, gosto de ter alguém com quem me preocupar… mas espero esta pessoa sem pressa, assim como vc!

    beijooo ,33333

  • Fê, sempre arrasando com seus textos ♥
    Passei por isso e posso confirmar: “É confortante, saber que eu não preciso da outra metade para me fazer feliz. Saber que sou independente, forte e capaz de fazer as coisas por mim mesma.” << AMEI!
    xoxo

  • Menina, tu me descreveu! E nós temos só dez anos de diferença, hein? HAHA’

    Sei lá, desde criança eu sempre fui muito independente. Assim que fiz aniversário, em dezembro, fico pensando em como minha vida mudará no próximo aniversário. Não porque simplesmente farei 18 anos, mas porque eu quero que mude, e farei por merecer que isso aconteça. Primeiro preciso trabalhar, estou enlouquecendo com isso. Não gosto de dar satisfações (não que eu seja prepotente ou algo do tipo, isso simplesmente nasceu em mim), e quero minha independência financeira logo! Entrar na faculdade, e caminhar para morar sozinha, assim espero!

    Pensar demais? Minha cabeça quase sai fumaça, rs.. Sei lá, eu gosto de ficar sozinha, e a maioria das pessoas à minha volta não entende isso. Enfim, também gosto muito da minha companhia, de poder refletir e pensar no que posso melhorar pra mim mesma. E se eu morrer sozinha? Antes só do que mal acompanhada! ;)

    Beijinhos,
    May ;*

  • Como disse no twitter, eu me vi nese post.
    Não vejo problemas em sair sozinha pra almoçar, ir pro cinema, pra shows. Até gosto, porque fico refletindo o que tá acontecendo comigo, posso chorar sozinha (durante o filme) e não tem ninguem pra me zoar e em shows eu vou pra ver o artista cantando e não pra ficar conversando ou ‘passeando pelo local do evento até achar um lugar bacana’ ¬¬’
    Desde o ano passado também venho cogitando a ideia de morar sozinha, mas é porque eu quero ter minhas responsabilidades, sabe? Sempre fui criticada pela família por ser ‘mimada’ demais (fui a caçula por 8 anos) e quero mostrar pra eles que eu cresci e sei me virar sozinha.
    Enfim, gostei muito do seu post. Como a Fernanda Iara disse, foi sincero e delicado.
    ;*

  • Eu sei que esse post já foi publicado a um tempinho, mas vou comentar assim mesmo. =]
    Olha, admiro muito esse seu jeito de ser. Conseguir se sentir bem assim sozinha é uma conquista. Agora encontrei um par, estou namorando, mas passei longos três anos solteira, passei por algumas experiências não foram boas e sempre persegui isso: não precisar de uma outra pessoa para me sentir bem e sei que não é fácil alcançar isso. Então, parabéns!
    Por mais que a gente sinta falta de um parceiro, ninguém precisa de outra pessoa para ser feliz, mas ter com quem dividir a felicidade é sempre muito bom.
    Continue assim!
    Beijos

  • Uma vez li num livro de filosofia sobre o amor. De forma didática, explicava a diferença entre amar e estar necessitado de alguém, com duas frases:
    “Necessito de ti porque te amo” e “Amo-te porque necessito de ti”.
    Dando uma de psicóloga agora (?!) é muito bom tu seguir esta linha de pensamento, porque significa (pelo menos na minha visão) que tu, de certa forma, já amadureceu emocionalmente. De fato, já somos completos. O que uma pessoa especial faz é adicionar uma graça a mais, aquela cereja do bolo: o bolo existe sem a cereja, mas com ela fica bem melhor.
    (Ps: será que dá pra entender a analogia ou eu viajei demais?)
    Beijos mil, estou adorando cada vez mais teus posts! :*

  • As pessoas têm mania de fazer da solidão um bicho de sete cabeça, não estou falando que tu é solitária, mas eu faço dela uma companheira e tento buscar o porquê de eu ter chegado a esse ponto. Não gosto de conviver com muita gente, prefiro ficar no meu cantinho conversando mentalmente sozinho e discutindo minha vida com o meu cérebro.

    Querer estar sozinho não é motivo de fraqueza tampouco abandono; querer estar sozinho não é ser fraco ou egoísta; querer estar sozinho nada mais é que viver um pouco com você, conhecer o seu outro “eu” e pensar sobre algumas coisas que acontecem na nossa vida.

    Ao contrário do que muita gente pensa aqueles momentos em que ficamos sozinhos em nenhum momento vai nos deixar depressivos ou solitários. Todo mundo tem que ter um momento para si, relaxar, conversar consigo mesmo e acima de tudo, se auto-conhecer!

    Sim, é claro que é bom ficarmos rodeados de pessoas que gostam da gente, nos quer bem e afins, mas ainda não encontrei nada que supere a alegria de estar sozinho e poder fazer tudo aquilo que a gente não pode fazer na frente das pessoas por causa da vergonha, exemplos: cantar bem alto (quase gritando), brigar com as paredes, se declarar pra aquela pessoa (conversando com a gente mesmo no espelho do banheiro/quarto).

    O teu texto além de lindo é reflexivo. Enquanto eu lia foi passando trocentas coisas na minha cabeça e a vontade de estar sozinho bateu. Concorda comigo que não tem nada melhor que o nosso cantinho? Nem que ele seja o nosso quarto. O nosso espaço é necessário e precioso!

    Bjs!

    • @Jonas, Desculpa, Jonas, mas mais idiota é você que não sabe compreender os sentimentos de uma mulher. Idade não importa, até porque para amar, sofrer, chorar, QUERER ESTAR SÓ não precisa de uma certa idade, né?!

      Reveja os seus conceitos.

  • Adorei os seus comentarios.
    Entendo muito bem o que sente porque eu sou igual.
    Agora vivo sozinha com os meus 2 gatinhos… E sei… Perfeito cliche de solteirona.
    Mas ja fui casada e posse dizer com honestidade que nunca estive tao feliz.
    Boa sorte com a procura de casa. E forca (Teclado sem assentos nem cedilhas…desculpe)

  • Acho que é pelo fato de eu nunca ter me apaixonado, mas quando eu falo ficar sozinha, falo de não ficar conversando com meus amigos ou não está tendo minha paz por causa das minhas irmãs kaoskaslapsça´sã´sa
    Não gosto muito de ficar sozinha por muito tempo, sinto uma necessidade de ficar saindo para cinema, shopping, etc com meus amigos