5 de outubro de 2010

Sobre Cartas

Quer me deixar feliz? Então me escreva uma carta. Não tem mistério algum, nem assunto mais ou menos importante. O simples fato de alguém ter dedicado minutos do seu tempo para escrever algo para mim (e quando eu digo escrever, eu me refiro à papel e caneta, nada de meios eletrônicos) é motivo suficiente para me deixar feliz por horas, ou até por dias.

Já contei aqui que desde pequena adoro escrever e receber cartas. Mas o que eu não disse é que, às vezes, o único jeito de eu conseguir me expressar como eu gostaria é escrevendo uma carta. Sou péssima para falar ao vivo, gaguejo, me enrolo, falo, falo, falo e não digo nada. Quando eu escrevo, eu consigo explicar melhor tudo o que eu penso, o que eu gostaria de falar e não consigo.

E cartas sempre tiveram um papel fundamental na minha vida. Desde que eu me entendo por gente, sempre recorro a cartas para expressar o que eu sinto. Pode ser para dizer a alguém que estou feliz, triste, puta da cara, de saco cheio, desanimada, apaixonada; ou quando eu só preciso escrever para mim mesma para desabafar um pouco… O que melhor do que uma carta para uma pessoa tímida (oi, essa sou eu, no caso!) revelar o que está sentindo? Para mim, sempre foi a solução…

No entanto, não basta que eu escreva cartas, porque eu também gosto de recebê-las. Gosto muito de escrever para alguém e ver esta pessoa lendo a carta (para tentar identificar cada expressão ao ler determinadas partes que eu escrevi); mas gosto ainda mais de ler o que alguém tem para me dizer. Por sorte, a maioria das pessoas com quem eu me relacionei também me escreveram cartas de volta. Talvez não tanto quanto eu gostaria, mas escreveram. E elas estão guardadas até hoje, com muito carinho. :cute:

E eu acho que a magia da carta não está na quantidade de folhas ou no assunto em si. O legal é ser pego desprevenido, seja por uma carta de um quilômetro de distância ou um post-it colado no espelho, dizendo que estão sentindo a sua falta. Pode ser um guardanapo, um pedaço de folha de caderno rasgado, um bilhete colocado dentro da sua agenda, qualquer coisa. Desde que seja de você, para mim.

Até hoje, ainda escrevo cartas sempre que posso. Escrevo porque gosto, mas também porque eu faço o que eu gostaria que fizessem comigo, ou seja, me escrevessem muitas cartas. E não importa se você é meu namorado, meu amigo, minha irmã, minha colega de trabalho, uma amiga que não vejo há anos ou alguém que eu nem conheço, o importante é saber que eu sou especial o bastante para merecer os preciosos momentos que você levou escrevendo aquelas palavras, que daqui a pouco eu vou estar lendo. E não tem nada mais especial do que isso.

Nos últimos meses, recebi algumas cartinhas que me deixaram bastante contente. Todas as três foram de amigas virtuais, ou seja, meninas que eu conheci aqui pelo blog e que, de alguma forma, se tornaram especiais pra mim. A primeira que eu recebi foi a da Pri, que eu até postei no Flickr um tempo atrás. Depois eu recebi uma dobradinha de cartas das Saras, a Sarah Lee e a Sara, do Miss Croft. Adorei as três cartinhas de paixão, e, assim que me sobrar um tempinho, irei respondê-las. Espero que as meninas não se importem de esperar um pouquinho até receberem as suas respostas.

E você, que gosta de escrever e tá cheio de tempo, quer escrever pra mim? É só pedir meu endereço e mandar bala. Já adianto que vou ficar mega contente quando abrir minha caixinha de correio e enxergar a sua cartinha lá.

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 comentários em "Sobre Cartas"
  • Flor tbm amo trocar cartas… vamos trocar endereços rsss
    Ando meiosem tempo e aperriada, mas adoro escrever rs

    bjoooooooooooocas e boa quarta feira.. rs

  • Hey ^^

    Também me sinto melhor ao escrever e assim colocar meus sentimentos nas palavras, sou bem melhor com as palavras que ao dizer ¬¬
    A sara é muito fofa <3 tb recebi uma cartinha dela e fiquei tão feliz … preciso responder, geralmente pela falta de tempo faço algumas cartas de fim de ano e mando para algumas amigas (hey eu quero seu endeço SIM)…

    Xoxo

    :: Loma

  • Sou igual a vc nesse sentido! As vezes eu consigo me comunicar MELHOR pela escrita do que falando, realmente! hahaha eu amo escrever e adoro que escrevam para mim, mas não importa se for por e-mail hahaha eh isso, bjão!

  • É muito bacana mesmo receber cartas, mostra que você é especial para alguém. Me contento com uma simples mensagem de texto me desejando apenas bom dia. Adoro isso.

  • Desculpe o “copy-cola” passando apenas pra divulgar que tem promoção lá no blog, se caso interessar participe ok?! Beijo enorme! (Tbm amo cartas Fer!!)

  • Eu praticamente nunca recebo cartas, mas admito que é um ótimo jeito de me deixar feliz. Cartas são diferentes, né? É mais pessoal que e-mail ou msn. Quando um amigo meu me mandou cartões postais acho que me fez feliz como muita gente não fazia há tempos, viu!
    Beijocas,

  • Eu também adoro cartas. Tenhp quilos delas pois escrevo e recebo desde os 13 anos. Na verdade, ultimamente recebo bem poucas. Adoro e é muito diferente de e-mail. Sem comparação. Kiss

  • Cartas marcaram varios momentos da minha vida tambem, principalmente quando eu me mudei pro Japão em uma epoca que internet mal existia… foi assim pra ter contato com o meu pai que ficou 1 ano longe, minha melhor amiga… !! Hoje com a facilidade da net, ninguem mais escreve cartas. =( Mas receber um email nao causa o mesmo efeito que abrir a caixinha de correio e ver um envelope para vc :)!!

  • Eu ja mandei várias cartas quando era mais nova, principalmente quando morava ai no RS, era carta que não acabava mais é tão bom mandar e receber!
    Vc lembra q citei na carta do tal adesivo do Evan?? então não chegou até hoje !!
    Beijão!

  • Ahhh Fê!!!
    Adorei a idéia! Gostaria muito de me corresponder com vc, mesmo não tendo nós duas, tanta proximidade. Adoro seus posts!

    Eu também amo escrever e receber cartisnhas1 a gente se sente mais próximo da pessoa né?

    Quiser, pode mandar seu endereço para meu mail!
    Beijosss

  • Oie Fê!
    Nossa faz muito tempo que não passo por aqui sorry. O seu blog ta muuuito lindo amei o layout!

    Achei muito legal o seu post e me lembro quando eu era pequena e tive que mudar de cidade e eu e minha prima trocavamos cartas contando novidades sobre os nossos paqueras era muito bom, tenho até hoje as cartas guardadas ^^ . Lembro da ansiedade de ficar esperando as cartas dela chega e era muito melhor du que a ansiedade de ficar esperando um e-mail por exemplo né!

    Pode me mandar o seu endereço pra eu te mandar uma cartinha! ^^

  • Opa, manda o endereço então! Quem sabe um dia desses não aparece algo meu por aí? =D

    Eu também adoro essas coisas… aliás, vc me lembrou de uma época muito boa em que eu sempre mandava cartas, recados e afins pros meus amigos. Esse lance de internet separa tanto as pessoas, ao mesmo tempo que parece aproximar… é complicado, né?

    beijo!

  • Que bom que você gostou de receber a cartinha! ^^
    Eu adoro escrever/receber cartinhas também, mas sempre fiquei meio sem jeito sobre o que escrever, só que desta vez tomei coragem e mandei =P
    E vou ficar esperando resposta sim! rsrs Mas entendo a correria, então pode ficar tranquila =]
    Beijos!

  • As cartas sempre foram muito importantes pra mim. Dos meus 12 aos 19 anos, passei horas escrevendo inúmeras cartas para diversas pessoas. Até que virei amiga do carteiro e tb adquiri uma desagradável tendinite. +__+ Ainda sinto falta desse tempo… De receber e enviar.

    <3
    Beiiijo