23 de agosto de 2015

Se não for destino, não sei o que pode ser…

Vocês acreditam em destino? Acreditam que tudo acontece por um motivo? Acreditam que todas as reviravoltas da vida têm um propósito maior e que tudo acontece exatamente como e quando deve acontecer? Eu acredito.

Everything happens for a reason.

Os últimos meses têm sido bons para mim, de uma forma geral. Eu sinto que tudo está voltando para o seu devido lugar e, mesmo quando algo dá errado e desvia do trilho, a vida dá um jeito de encontrar o caminho de volta. Este ano teve altos e baixos, mas a combinação desses extremos quase sempre tem sido positiva… Existe um equilíbrio, uma compensação.

A verdade é que eu não acredito em coincidências. Pelo menos, não mais. Não existe sorte e azar, encontros e desencontros, perder e ganhar. É apenas uma questão de perspectiva, porque tudo acontece da forma como precisa acontecer. Muitas vezes, nós não entendemos porque as coisas acontecem assim ou assado, mas tudo sempre tem um motivo. É um desenrolar de fatos, uma consequência direta entre A e B, um início-meio-e-fim.

Até as coisas ruins precisam acontecer. Por mais que doam naquele momento, elas sempre nos acrescentam algo de bom. É uma chance de nos tornarmos mais fortes, mais preparados, mais persistentes. É uma oportunidade para melhorar algo em nós mesmos ou aprender alguma lição valiosa. O importante é não desanimar, seguir em frente de cabeça erguida e continuar otimista. Torcer pelo melhor já é percorrer metade do caminho. A outra metade é um misto de dedicação, coragem e paciência. Muita paciência.

Everything comes to you at the right moment, be patient.

A vida constantemente nos apresenta oportunidades… Alguns caminhos são bons, outros ruins. Alguns são fáceis, outros difíceis. Alguns nos levam aonde queremos chegar, outros nos afastam de nossas metas. Mas não é ela que decide tudo isso sozinha. Somos nós que traçamos o nosso próprio caminho, a partir das decisões que tomamos e das escolhas que fazemos.

Para facilitar o processo de tomada de decisão, ela ocasionalmente nos manda sinais, recados e dicas… E eles vêm das formas mais diversas e diferentes. Uma conversa, um gesto, uma pessoa que volta ou chega em nossa vida, uma música, um sonho. Nosso papel é identificá-los e decidir o que fazer com eles. É saber quais oportunidades escolher e seguir o caminho certo.

Fate is what you are given. Destiny is what you make of it.

Mas algumas coisas estão predestinadas a acontecer, queira você ou não. Por mais que você lute contra isso ou não esteja esperando um certo desfecho, ele vai acontecer. E é exatamente disso que eu estou querendo falar… Dessas coisas que fogem do nosso controle, que acontecem sem querer, espontaneamente. Isso não é coincidência, é destino.

Embora tenhamos o poder de controlar todas as nossas ações, sempre tem um tiro que vai sair pela culatra. E, veja bem, nem sempre isso é ruim. Muitas vezes, acaba sendo a melhor coisa que poderia ter acontecido em nossas vidas… E nem sempre enxergamos isso logo de cara, às vezes demora dias, semanas, meses para cair a ficha… Mas, em algum momento, tudo faz sentido.

Às vezes, faz tanto sentido, que chega a ser surreal.

Talvez a expressão “escrito nas estrelas” seja forte demais, mas eu não saberia explicar de outra forma. Algumas coisas simplesmente precisam ser de um jeito e ponto final. Quem sou eu para lutar contra isso? Ou discutir sobre isso? Nem mesmo as Leis da Física conseguiriam explicar a força de certos acontecimentos… É maior do que tudo.

What's meant to be will always find a way.

Ao meu ver, estou vivendo um momento assim… Coisas dando certo, coisas dando errado, mas tudo acontecendo exatamente como deve ser. Algumas coisas parecem precisar de mais esforço e tempo para serem alcançadas, mas eu entendo que isso seja necessário. Eu também entendo que alguma coisa precisa dar errado para outra dar certo. Ou ainda que muitas coisas precisem dar errado para apenas uma dar certo. E isso já não é um problema para mim.

O que ainda foge do meu entendimento são esses detalhes que me pegam de supresa o tempo inteiro. Essas atitudes que me deixam sem reação, na maioria das vezes. Esses momentos que nenhuma palavra no mundo poderia descrever fielmente. Essa sensação de que é pra ser assim de qualquer jeito, custe o que custar. De que nada mais importa.

Eu ainda não sei se estou agindo por reflexo, se estou em modo de defesa ou se eu já comecei a assimilar o que está acontecendo. Às vezes, é difícil acreditar que possa ser real. E eu quero mais do que tudo que seja real.

Whatever will be, will be.

Se isso não for destino, não sei o que pode ser. Essa sensação de que estou no lugar certo, na hora certa, com as pessoas certas. Essa certeza que tenho de que tudo vai se encaminhar da melhor forma possível, mesmo que não seja exatamente como eu estou esperando. Eu acredito que o que for para ser, será. E estou satisfeita com isso.

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 comentários em "Se não for destino, não sei o que pode ser…"
  • Que bom que tem coisas em sua vida dando certo.
    Ultimamente na minha, ela só andam vindo… E não muito boas.
    Gosto de ver o lado positivo das pessoas e vc tem mto disso.
    Não ando com perspectivas na vida e nem analisando se existe um “escrito nas estrelas”. Só estou deixando vir. Cansei de transformar pontinho e estrela.
    Mas, ñ vou te encher com minhas observações e meu lado escuro da vida.
    Vc e ótima no que escreve e faz e merece cada vez mais sucesso.
    Bjs

  • Se tem um momento da minha vida que eu consigo me relacionar com esse seu texto, é hoje. Passei por um término de namoro esse último final de semana e mesmo a escolha tendo sido minha, sofri bastante. Quase me arrependi e quis voltar atrás, mas hoje já mudei a minha cabeça e por mais que a minha vida tenha mudado depois disso, acho que fiz a escolha certa. Não adianta, eu sempre acho que temos que confiar no nosso instinto pras coisas, sabe? E comecei a ser mais positiva e pensar que por mais que a vida coloque obstáculos no meio do caminho, eu sou forte o suficiente pra lidar com isso e seguir em frente. No final tudo vai ser como tiver que ser, também acredito muito nisso de “escrito nas estrelas”, tanto que uma das palavras favoritas da minha vida é “serendipity”. Beijo!

  • Eu acredito em destino, mas concordo com você na parte das coincidências. Não existe. Entretanto é bizarro como muitas vezes a vida dá sinais de qual caminho tomar, mesmo que de forma involuntário.
    A frase que mais me tocou no post é a parte de acreditar e ser otimista.
    Estou trabalhando nisso, porque sempre acho que tudo está contrario a mim, as coisas não podem dar certo nunca para mim. Se eu não acreditar em mim, ter pensamento positivo sobre a minha vida, quem vai ter??

    Otimismo e perseverança são a chave para tudo.
    E sempre penso naquela frase clichê, se ainda não deu certo é porque ainda não terminou!
    Ótimo texto!!

    Beijos

  • Faz tempo que não apareço por aqui, na verdade em blog nenhum. Mas gosto quando você monta essas reflexões, sempre podemos aprender um pouco.

    Sua reflexão parece um pouco com o que eu fiz uns dias antes do meu aniversário eu gosto de colocar tudo na balança e ajustar o curso do que deu errado, isso é importante e como vc disse a vida não é feita apenas de acertos, os erros são importantes e digo mais devemos aprender a corrigir o percurso e seguir em frente.

    Amanhã é seu dia…eu desejo pra você toda a felicidade do mundo…Você sempre me pareceu esforçada e centrada nos seus objetivos…torço por você.

    Beijos