17 de agosto de 2014

O que visitar em sua viagem para Toronto…

Para amenizar essa saudade absurda de Toronto que anda me matando, eu resolvi falar um pouquinho sobre essa cidade maravilhosa que roubou meu coração em 2009. No ano em questão, fui para o Canadá em um programa de estudo e trabalho e morei lá por oito meses… Até hoje, sinto um aperto no peito ao lembrar dessa época e tenho uma vontade enorme de voltar ao país, para relembrar tudo o que vivi e vi por lá. Mas ao invés de ficar no mimimi, vou aproveitar a nostalgia para contar a vocês sobre a cidade e indicar algumas coisas legais para fazer por lá… Okz?

Toronto, Canadá

Toronto é a maior cidade do Canadá e fica localizada na província de Ontario, a mais populosa do país. A cidade é a capital de sua província e a capital financeira do país, mas não é a capital do Canadá — que é Ottawa, cidade que fica 450km ao norte de Toronto. Com cerca de 2,8 milhões de habitantes, é considerada uma das cidades mais multiculturais do mundo e recebe milhares de imigrantes todos os anos. A cidade fica à beira do Lago Ontario, na região dos Grandes Lagos na América do Norte, e é o maior polo industrial, financeiro e de telecomunicações do Canadá. Além de ser uma cidade bastante segura — sua taxa de criminalidade é uma das menores do país — Toronto tem belas paisagens e conta com uma infra-estrutura de primeira…

E então? O que fazer por lá? Muitíssimas coisas! Vou dar algumas dicas de passeios legais e dos pontos turísticos mais famosos da cidade, mas essa é só a pontinha do iceberg… Coisa para fazer em Toronto é o que não falta. Não é à toa que a cidade é um dos destinos mais procurados por estudantes e turistas em geral. Vamos às dicas?

CN Tower

A CN Tower é a marca registrada de Toronto, não adianta. Além de ser uma das torres mais altas do mundo, é o ponto turístico mais famoso e mais visitado da cidade. Com 553,33 metros de altura, a CN Tower foi construída em 1973 para resolver constantes problemas de comunicações que aconteciam devido à construção de prédios e arranha-céus muito altos no centro da cidade. A torre tem 6 elevadores e possui o equivalente a 147 andares. A subida pelo elevador acontece em poucos segundos, levando os visitantes a um deck de observação com uma vista magnífica da cidade inteira…

CN Tower

Lá em cima, tem os famosos binóculos; vídeos falando de Toronto; o Glass Floor, um piso de vidro que permite que você “caminhe sobre a cidade” lá embaixo; e o EdgeWalk, uma plataforma aberta que deixa você passear ao ar livre a 356m de altura. Se você pagar um pouco mais, pode subir até o SkyPod, um ponto ainda mais alto da torre. O ingresso comum para a entrada na torre é de $32, mas vale muito a pena. E à noite, a vista é ainda mais linda.

CN Tower iluminada à noite...

Endereço: 301 Front Street West
Preço: $32 (Adulto)

Nota: Aconselho o almoço ou a janta no 360 Restaurant, que fica logo acima do deck de observação. A comida é deliciosa, apesar de um pouco cara pela quantidade que é servida nos pratos, mas compensa todo o gasto, pois o restaurante fica (literalmente) girando no eixo da torre enquanto você come. É sensacional…


Rogers Centre

Localizado logo ao lado da CN Tower, o Rogers Centre é um estádio de esportes (geralmente futebol americano e beisebol), mais conhecido pelos canadenses como SkyDome. O estádio foi inaugurado em 1989 e pode abrigar até 55 mil espectadores, dependendo do evento ou tipo de jogo que sedia. O diferencial deste estádio é que sua cobertura é totalmente retrátil, podendo ficar fechada ou completamente aberta. A troca de nome ocorreu em 2004, quando a empresa canadense Rogers Communications comprou o estádio, assumindo o nome Rogers Centre. Em 2015, o estádio será o palco das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Pan-americanos de 2015, que serão disputados da cidade de Toronto.

Rogers Centre

Se você tiver a oportunidade de ir a um jogo ou show no local, eu recomendo bastante. Assisti o show do Jonas Brothers (me julguem!) e do Coldplay no estádio e achei espetacular. Para o show do Coldplay, comprei um dos ingressos mais baratinhos e fiquei sentada em um assento bem acima e longe do palco, mas mesmo assim a visibilidade era boa. #pobrefeelings

Rogers Centre e CN Tower
Ao lado da CN Tower, o Rogers Centre com sua cobertura parcialmente aberta…
Endereço: 1 Blue Jays Way
Preço: Varia conforme o evento


City Hall

O complexo da Prefeitura de Toronto é incrível… Acho que nem preciso falar muito, a foto já é suficiente. Os dois arranha-céus curvados, de alturas diferentes, envolvem um baixo prédio circular e ficam atrás de uma ampla praça e de uma piscina de água com arcos sobrepostos, que vira uma pista de patinação no inverno. Aprendi a visitar todas as City Halls quando eu viajo para lugares diferentes, pois geralmente são construções lindas e tem uma rica história.

Toronto City Hall

A obra arquitetônica foi feita pelo finlandês Viljo Revell (junto com outros arquitetos, paisagistas e engenheiros) e inaugurada em 1965, quando a antiga prefeitura foi desabilitada. Apesar de muito bonita durante o dia, a prefeitura se torna ainda mais bela à noite, com iluminação colorida.

Pista de patinação em frente à City Hall
Pista de patinação em frente à City Hall

E você que se organizou para visitar a prefeitura, dê a volta na quadra e passe também na antiga prefeitura, chamada de Old City Hall. Em contraste com a nova, o prédio de estilo neo-românico serviu como prefeitura dos anos 1899 a 1966 e atualmente é a sede das cortes judiciárias de Toronto. A torre, com um relógio no topo, tem mais de 100m e dá grandiosidade à obra.

Old City Hall

Endereço da City Hall: 100 Queen Street West
Endereço da Old City Hall: 60 Queen Street West


Casa Loma

A Casa Loma (nome proveniente do espanhol e que significa “Casa na Colina”) é um castelo medieval de estilo neo-romântico, localizado na região central de Toronto, e foi a antiga residência do financista Sir Henry Mill Pellatt. Atualmente, o castelo é um museu de antiguidade e uma das atrações turísticas mais importantes de Toronto. Projetado pelo arquiteto E. J. Lennox, a Casa Loma levou 3 anos para ser construída e custou cerca de 3,5 milhões de dólares na época. Até 1914, era a maior residência da América do Norte. O castelo tem 3 andares, além de um nível subterrâneo, e possui planfletos, filme de apresentação e roteiro audioguiado em 8 idiomas. Além da casa, você ainda pode visitar o belo jardim da propriedade. Tudo lindo!

Casa Loma

Endereço: 1 Austin Terrace
Preço: $24 (Adulto)

Nota: Eu não visitei a Casa Loma quando morei em Toronto, porque sempre deixava para depois, depois, depois e quando eu vi, já não dava mais tempo. Mas acho que é um passeio insubstituível, pois a casa retrata bem os costumes da época e o estilo de vida dos canadenses (ricos) no início do século XIX.


Art Gallery of Ontario

A Art Gallery of Ontario, ou AGO, é um museu de arte que abrange mais de 80 mil obras, desde o século I até os tempos atuais. A galeria tem 45 mil metros quadrados e está localizada na famosa Dundas Street, no centro da cidade. Além de diversas obras de artistas canadenses, a galeria tem em sua coleção inúmeros itens da era Barroca e Renascentista, das culturas africana, oceânica e européia, e também arte moderna e contemporânea. São objetos históricos, iluminuras, pinturas, esculturas, livros, filmes, fotografias, artes gráficas, trabalhos de arquitetura, instalações, coleções especiais e exposições temáticas. O museu também oferece cursos de arte, promove visitas guiadas para escolas e grupos de pessoas, disponibiliza espaço para eventos e muito mais.

Art Gallery of Ontario

Perdi a conta de quantas vezes passei em frente à escultura da galeria e nunca a visitei, de fato. Hoje, obviamente, me arrependo. A fachada do prédio merece uma foto após o pôr do sol, pois fica toda iluminada e com um visual bem convidativo. Já está na minha listinha de passeios que pretendo fazer na próxima vez que visitar a cidade. :wink:

Art Gallery of Ontario
Escultura ao lado da Art Gallery of Ontario…
Endereço: 317 Dundas Street West
Preço: $19.50 (Adulto)


Harbourfront Centre

O Harbourfront Centre é uma organização cultural sem fins lucrativos e está localizado em vários pontos ao longo da costa do Lago Ontario, ou Toronto Waterfront, como é mais conhecida. A proposta do centro é promover atividades diversificadas que eduquem e entretam o público em geral. Os locais ficam abertos o ano todo (das 10h às 23h) e por lá acontecem feiras, festivais, cursos, palestras, exibições de arte, shows, entre outros. Além das atividades culturais, o centro tem uma infra-estrutura externa bastante elaborada e proporciona momentos de lazer e diversão a todos os visitantes gratuitamente.

Pista de patinação no Habourfront Centre...
Pista de patinação no Habourfront Centre…

Um dos lugares mais legais do centro que visitei foi o Simcoe WakeDeck, um deck de madeira ondulado e com um design altamente moderno. Estes decks estão espalhados pela waterfront e cada local tem o seu próprio desenho. De todos eles (são 4 ao todo), o Simcoe é o mais bonito, pois a ponte totalmente curva dá um aspecto bem descontraído ao ambiente.

viagem-toronto-wavedecks-1

viagem-toronto-wavedecks-2

Ainda na waterfront, você também precisa visitar o The Tall Ship Kajama, um navio velejante de 50m de comprimento e com 3 mastros que fica no cais e oferece passeios de 1h30 pela orla de Toronto. Existem 5 horários disponíveis para embarcar no navio e os passeios acontecem de maio à outubro. O valor do ingresso para adultos é de $23.95.

The Tall Ship Kajama

Endereço: 235 Queens Quay West
Preço do Passeio de Navio: $23.95 (Adulto)


Younge-Dundas Square

Esta praça é praticamente a Times Square de Toronto… Sério! Localizada no centro da cidade e em uma região de compras intensas, a Dundas Square (como é mais conhecida) é um espaço público, ao ar livre, dedicado a eventos culturais, shows, feiras e momentos de lazer para a população. Em sua volta, muitos letreiros luminosos e outdoors gigantes, que dão um colorido especial ao local, principalmente à noite. No verão, splashs de água brotam do chão e fazem a diversão das crianças, que correm de um lado para o outro em meio aos pequenos chafarizes.

Yonge-Dundas Square de dia...

A praça fica nos arredores de importantes prédios da região, como o Eaton Centre (centro de compras), o Atrium on Bay (prédio comercial), a Ryerson University, o Ed Mirvish Theatre e a sede da City TV, renomada emissora canadense. O local recebe cerca de 100 mil visitantes diariamente e virou um ponto turístico da cidade desde a sua construção, em 2002.

Yonge-Dundas Square à noite...

Endereço: 1 Dundas St East


Toronto Eaton Centre

O Eaton Centre é o maior centro de compras de Toronto e, pessoalmente, um dos meus locais favoritos. Com mais de 300 lojas (e alguns escritórios comerciais), o shopping recebe mais de um milhão de visitantes por semana. Ele pode ser acessado tanto pelo nível das ruas (existem diversas entradas espalhadas ao redor do shopping), como pelo metrô, pelas estações Dundas e Queens. No inverno, é uma ótima opção para passeio, pois você não precisa sair no frio para chegar até lá. Muitos dos prédios desta região são interligados subterraneamente e tem acesso pelo metrô. Bastante prático, né?

Toronto Eaton Centre

Se você é ligado em livros, esse lugar pode ser o paraíso… Uma das maiores lojas do shopping é a Chapters Indigo, a maior rede de livrarias do Canadá. O shopping tem outras lojas bacanas, como MAC, Forever 21, Aeropostale, Roots, Hollister, HMV, Abercrombie & Fitch, Best Buy, GAP, Aldo, Skechers, Ardene, H&M, Lacoste, Armani Exchange, Sephora, Banana Republic, Apple, além de uma enorme praça de alimentação.

Toronto Eaton Centre

Endereço: 220 Yonge Street


Toronto Islands

Toronto Islands é o conjunto de pequenas ilhas localizadas próximas à orla de Toronto, no Lago Ontario. É um local calmo e uma ótima opção para os dias de folga ou finais de semana. Existem diversas atividades culturais por lá e a vista que se tem de Toronto é maravilhosa. Para ir até lá, você precisa pegar uma balsa no Ferrydocks, que te levará até a ilha central em pouco mais de 20min. Descendo lá, você poderá explorar o local e aproveitar momentos de sossego e tranquilidade a poucos quilômetros da agitação da cidade…

Toronto Islands

Toronto Islands
Vista Skyline de Toronto, do outro lado do Lago Ontario…

Já do outro lado da ilha, você encontra uma praia… Sim, uma praia. Quando estive lá, eu quis tirar os sapatos e caminhar de pés descalços na areia. Foi um passeio rápido, mas muito legal. A ilha ainda tem belas praças, campos de “disc golf”, jardins com atividades para crianças, um parque de diversão, uma minifazenda e até um farol, chamado Gibraltar Point Lighthouse. Encontrar o farol é um tanto complicado, mas chegando lá, o percurso vale a pena. É tudo muito bonito. Não deixe de visitar as ilhas… Você não se arrependerá.

A praia de Toronto Islands...

Endereço do Ferrydocks: 9 Queens Quay West
Preço da Balsa: $7 (Adulto)


Ontario Place

O Ontario Place é um complexo multiuso que fica à beira do Lago Ontario e é usado para diversos eventos culturais. Até 2011, existia um parque temático no local, mas foi fechado para reformas e revitalizações — deve abrir novamente em 2017. Atualmente, o espaço conta com três grandes atrações. A Marina, um pequeno pórtico para iates, botes e barcos recreativos; o Atlantis Pavilion, um grande salão de eventos com janelas de vidro do chão até o teto, revelando uma vista incrível para a cidade; e o Molson Canadian Amphitheatre, um espaço para shows e concertos ao ar livre. Além desses, existe também o Echo Beach, um grande palco para shows em uma grande área com areia, num total clima de praia.

Ontario Place

O Molson Amphitheatre fica aberto de maio a setembro (eles fecham no inverno, pelo fato de ser um local aberto) e recebe artistas de diversos estilos musicais, como rock, pop e jazz. O anfiteatro tem capacidade para 16 mil pessoas e, além das cadeiras numeradas, tem um gramado enorme na parte de trás, onde as pessoas ficam sentadas, mais à vontade, aproveitando o espetáculo à distância. É superdivertido!

Molson Canadian Amphitheatre, no Ontario Place

Nota: Eu, como uma verdadeira fanática por música e shows, fui ao Molson três vezes nos oito meses em que morei lá. Primeiro, assisti o show da Katy Perry, que canta bem para caramba ao vivo, e foi onde conheci a banda canadense Stereos, que abriu o show para ela; depois assisti o tudo-de-bom do Jason Mraz, que faz um espetáculo sensacional — ele sabe entreter uma plateia; e, por último, os caras do Blink 182, com participação do Fallout Boy e outras duas bandas. No show do Blink, eu comprei ingresso para ficar no gramado e choveu… Foi lindo! :stress:

Endereço: 955 Lake Shore Boulevard West


Royal Ontario Museum

Este museu é praticamente uma obra de arte por si só. Com uma fachada que mais parece cacos de vidro, este é um dos maiores museus da América do Norte. Ele possui uma ampla coleção de itens sobre a cultura mundial e história natural (tem mais de 6 milhões de itens e 40 galerias, com exposições temáticas). Lá dentro, você encontra esqueletos de dinossauros, amostras de minerais e meteoritos, arte africana, europeia e asiática, artigos sobre a história canadense, obras de design e artes finas (como pinturas, esculturas, fotografias, etc), roupas, entre outros. O museu funciona em parceria com a University of Toronto, compartilhando os recursos e conhecimentos entre si. O Royal Ontario atrai mais de um milhão de visitantes por ano.

Royal Ontario Museum

Endereço: 100 Queen’s Park
Preço: $16 (Adulto)


OCAD University

Para os designers de plantão, esta é uma boa dica. Antes de ir para Toronto, este era um dos itens que já estava na minha lista de lugares para visitar, justamente por ser um prédio bem diferente e artístico. Enfim, esta é OCAD University, a maior e mais antiga escola de arte e design de Toronto. A sigla OCAD vem do seu antigo nome, Ontario College of Art and Design, quando ainda não havia se tornado uma universidade. O paralelepípedo gigante, com quadriculados em preto e branco e pilares coloridos e inclinados, é um anexo ao prédio principal e está suspenso a quatro andares do chão. O projeto, entitulado como Sharp Centre for Design, é do arquiteto Will Alsop e já recebeu vários prêmios de arquitetura pela sua autencidade.

OCAD University

OCAD University

Simplesmente incrível! :love:

Endereço: 100 McCaul Street


Air Canada Centre

O Air Canada é uma arena multi-uso coberta e que hospeda diversos eventos e campeonatos de esportes. O ginásio é a casa do famoso time de hóquei da cidade, o Toronto Maple Leafs; do time de basquete, o Toronto Raptors; e do time de lacrosse, o Toronto Rock. A arena é popularmente conhecida como ACC ou the Hangar. Além dos jogos desses três esportes, o Air Canada também realiza shows e peças de teatro, podendo variar sua capacidade de 5 mil para 20 mil lugares.

viagem-toronto-air-canada-1

viagem-toronto-air-canada-2

Endereço: 40 Bay Street
Preço: Varia conforme o evento

Nota: Passei milhares de vezes na frente e nunca consegui assistir nenhum evento lá. Queria ter assistido um jogo de hóquei… Mas para não dizer que nunca fui lá, uma vez eu entrei no prédio para perguntar ao pessoal se eu podia conhecer o estádio por dentro, mas o guarda disse que não era permitido. #fuen


Dundas Street

A Dundas Street é uma das ruas mais conhecidas do centro de Toronto e uma das poucas que segue ininterrupta do início ao fim dentro da cidade. A Highway 5, como também é conhecida, conecta o centro da cidade aos subúrbios da região oeste de Toronto, passando pela Chinatown, pela Little Portugal e se estendendo até a cidade de Saint George, a 93km ao sul de Ontario. E na Dundas St passam os famosos bondinhos vermelhos, que são ônibus elétricos e chamados de streetcars por lá. Recomendo uma caminhada para visitar algumas das lojas da rua e um passeio em uma das 11 linhas do bondinho dentro de Toronto. A experiência é, no mínimo, engraçada.

viagem-toronto-dundas-st

Os streetcars também fazem parte do sistema de transporte público de Toronto e podem ser usados como qualquer outro ônibus, inclusive em baldeações com outras linhas e com o metrô. A tarifa da passagem custa em torno de $3 atualmente.


Black Creek Pioneer Village

A Black Creek Pioneer Village é um museu ao céu aberto de Toronto, que retrata o estilo de vida dos habitantes da cidade por meados do século 19. O vilarejo fica bem ao noroeste da cidade, próximo à York University e à intersecção da Steeles Avenue e Jane Street. Lá você encontrará casas de madeiras, celeiros, igrejas, escolas, comércios, pousadas, cemitérios, moinhos de água e outras construções da época, algumas originais, outras realocadas ou reconstruídas. Além de ver diversos artefatos da época, você também cruzará por pessoas vestidas com roupas e vestidos antigos (funcionários do museu, claro). O nome da vila se dá por conta do Black Creek, um riacho que passa por dentro do local e torna o vilarejo ainda mais bonito. É um passeio bem diferente, mas bem divertido.

Black Creek Pioneer Village

Endereço: 1000 Murray Ross Parkway


The Beaches

E você achava que Toronto não tinha praias? The Beaches é um bairro da cidade, localizado bem ao leste de Toronto e que fica de frente para o Lago Ontario. Por ser um bairro mais antigo, você não encontrará por lá prédios altos e construções modernas. As casas, com estilos vitorianos e eduardianos, tornam o local muito aconchegante e destoam bastante do clima de cidade grande do centro de Toronto. Como o nome indica, o bairro tem uma pequena praia, formada pela baía de Ashbridge, e fica cheia de pessoas no verão. Você pode aproveitar para fazer uma caminhada à beira do lago, conhecer alguns parques e jardins da região (que são lindos) e a Leuty Lifeguard Station, que fica na Kew Beach. Ainda, mais ao leste, você precisa dar uma passadinha na R. C. Harris Water Treatment Plant, que é um local de tratamento de água da cidade e um dos prédios históricos de maior destaque, com seu estilo Art Deco. Lindo, lindo, lindo!

The Beaches, em Toronto...

Para chegar lá, você pode pegar um streetcar no centro da cidade, na estação Queens, e seguir na direção leste. Em poucos minutos, você estará em um local completamente diferente. E tenho certeza que sairá de lá apaixonado!


Toronto Zoo

Não deixe de visitar o zoológico de Toronto… Fundado em 1974, o zoológico tem 287 hectares de extensão e é o maior do país. O local é realmente enorme (vá de tênis e com uma roupa bem confortável, viu?) e tem desde girafas, elefantes, macacos, tigres, até pássaros exóticos, pandas, cobras, focas, lhamas e ursos polares. O zoológico é dividido por regiões demográficas e tem cerca de 5 mil animais, apresentando cerca de 500 espécies diferentes. Além disso, o local tem também ambientes de lazer, lanchonetes e até um hotel, para quem quiser dormir por lá. Vá preparado, porque são mais de 10km de trilha… E pegue um mapa na entrada no zoológico, assim ficará mais fácil localizar os animais que você deseja ver. :wink:

Toronto Zoo

Endereço: 2000 Meadowvale Road
Preço: $28 (Adulto)


Canada’s Wonderland

O último item da lista não fica exatamente em Toronto, mas é um passeio bem recomendado. O Canada’s Wonderland é um parque temático de 130 hectares, que funciona em Vaughan, cidade vizinha de Toronto, desde 1981. Foi o primeiro grande parque de diversões do Canadá e até hoje continua sendo o maior do país. O parque é o paraíso das montanhas-russas, apresentando 17 modelos diferentes e só ficando atrás de um outro parque nos Estados Unidos, que tem 19. Tem também um parque aquático, carrosséis, rodas gigantes, elevadores, pêndulos, corridas de kart, casas mal-assombradas, barco viking, carrinhos de choque e muito mais. Quando eu fui, fiquei o dia inteiro lá e não consegui andar em todos os brinquedos.

Canada's Wonderland

E no parque está uma das mais altas montanhas-russas do mundo, a Leviathan. Até 2012, a montanha-russa mais alta do Canadá era a Behemoth (também no Canada’s Wonderland), com cerca de 70m de altura e atingindo uma velocidade de até 125km/h. A Leviathan, construída pela mesma empresa da Behemoth, tem mais de 93m de altura e atinge 148km/h em uma de suas descidas… São 3min e 28s de pura adrenalina. Eu, provavelmente, não teria coragem de andar nesta… É altura demais para a minha valentia!

Leviathan, no Canada's Wonderland...

Endereço: 1000 Murray Ross Parkway
Preço: $47,99 (Single Day Ticket)


A lista ficou longa, né? Mas o que importa é que o post está bem completo! Tive um pouco de dificuldade em selecionar os lugares, porque queria mostrar tantos outros também — fica para um segundo post, quem sabe. Também custei a escolher as imagens, porque tem cada foto linda desses lugares, que o ideal seria ter um post para falar sobre cada lugar e mostrar bem cada um deles. E vocês perceberam que a CN Tower aparece em quase todas as fotos? Pela sua altura e localização, ela se torna visível de vários cantos da cidade, tornando-se realmente uma marca registrada de Toronto…

Toronto

E aí? Ficou com vontade viajar para lá? Toronto é linda demais! Não vejo a hora de voltar…

Toronto, Ontario (Canadá)
Localização de Toronto no Canadá…

Sdds Canadá! <3

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 comentários em "O que visitar em sua viagem para Toronto…"
  • Oooi!

    Amei o post, mas deu aquela inveja branca e vontade absurda de ganhar na loteria e poder ir também. Admito que conheci Toronto por você, então já viu que a vontade de ir tá grande!

  • Vamos lá. Eu nunca quis ir aos EUA, pra começar! Minha onda sempre foi Londres. Mas de um tempo pra cá comecei a prestar mais atenção no Canadá. Os “rumores” de que lá é um país legal, com gente simpática acabaram chamando minha atenção. E agora você terminou de me fazer apaixonar por Toronto!

    To encantada com a arquitetura. Como o moderno e o tradicional se chocam nos edifícios. Que maravilhoso! Suas fotos me transportaram para lá. Deve ter sido uma experiência incrível viver 8 meses nesse lugar mágico!

    Amei!!!!

  • Awn Toronto .< Mas tudo bem. A paisagem dos outros lugares e toda a energia de Toronto já compensam tudo! Também recomendo todos esses lugares que você recomendou e adiciono o Toronto Music Garden que dá pro lago também e a vista é linda!!