17 de fevereiro de 2016

Ó, deixa eu apresentar para vocês… Essa é a Lica!

Meu dois mil e dezesseis precisava de mudanças… E, na primeira semana do ano, eu tomei uma decisão muito importante: comprar uma cachorrinha só para mim.

A ideia era antiga… Desde que eu voltei do Canadá, em 2009, o plano era terminar a faculdade, ir morar sozinha e comprar uma beaglezinha para morar comigo, que se chamaria Lica. O nome já estava escolhido há anos e eu só precisava organizar minha vida para conseguir incluir uma nova amiguinha canina na minha rotina. Com a conclusão da minha pós-graduação no ano passado, eu achei que esse era o momento certo para dedicar minha atenção e minhas energias com algo que me fizesse sorrir, para variar.

Lica (3 meses)

Lica (3 meses)

Na mesma semana, eu procurei vendedores na internet e entrei em contato com três pessoas diferentes pelo WhatsApp, procurando uma beagle fêmea que não custasse uma fortuna (oi, eu sou pobre). Na terceira tentativa, veio a foto que me conquistou na hora. Eu olhei para a carinha dela e sabia que tinha que ser ela…

Dia 10 de janeiro, eu peguei minha mãe na casa dela de tarde e parti rumo a Porto Alegre, com o intuito de ver a cachorrinha pessoalmente. Eu já sabia que no momento em que visse ela, eu não teria como ir embora sem levá-la embora comigo. E foi isso mesmo que aconteceu… Eu trouxe a Lica para casa comigo. Eu já tinha passado no supermercado pela manhã e comprado ração e uma coleirinha para ela, porque eu sabia que aquela decisão não tinha volta.

Lica (3 meses)

Lica (3 meses)

Para os desinformados, o beagle tem fama de ser muito arteiro e de destruir tudo em volta… Já ouvi histórias de pessoas que tiveram beagle em apartamento e passaram muito trabalho, pois é uma raça muito ativa e que precisa gastar muita energia diariamente. Por eu morar sozinha, em um apartamento não muito grande, este seria um grande desafio para mim… Mas eu achei que daria conta do recado, principalmente porque eu sempre quis ter um beagle. Resumindo, é um sonho realizado.

Lica (3 meses)

Lica (3 meses)

Ela está comigo há pouco mais de um mês e já estamos nos entendendo bem… Ela já destruiu alguns chinelos na casa da minha mãe, roeu a minha cadeira de courino do escritório, rasgou algumas meias e um casaquinho de lã e fez algumas outras safadezas, mas em compensação já aprendeu a fazer xixi no cantinho certo, entende quando eu digo “não”, não está chorando tanto quando eu saio de casa e está aprendendo a caminhar do meu ladinho nos passeios, sem sair me puxando pela guia de forma descontrolada… Vitória, certo?

E já que esta coisinha linda agora faz parte da minha vida, vou começar a falar um pouquinho sobre cachorros aqui no blog, mais especificamente sobre a raça dela, que é bem peculiar. Sou marinheira de primeira viagem ainda como mamãe de um au-au (sempre tivemos cachorros na casa dos meus pais, mas essa é a primeira vez que o cachorro é meu, oficialmente), mas vai ser bem bacana compartilhar um pouquinho da história dela com vocês.

Lica (3 meses)

Lica (3 meses)

E, desde já, peço que me desejem sorte e rezem pelo meu apartamento, para que ele continue inteiro mesmo com essa arteirinha pipocando o tempo inteiro dentro dele… Embora a bagunça que ela faz e os milhões de cortes e arranhões que tenho pelo corpo agora, tenho que dizer que estou contente com minha decisão. Ela me faz companhia e enche a casa de alegria!

Lica (3 meses)

Lica (3 meses)

Quem tem ou já teve cachorro, sabe que o “sacrifício” vale a pena… Os cachorros são amigos verdadeiros e amam seus donos incondicionalmente. Era isso mesmo que eu estava precisando, uma distração para os momentos de solidão, alguém para eu encher de carinho e compensar o vazio que eu ando sentindo no peito. Mas tudo bem! Pode deixar que eu vou afofar a Lica com muito, muito, muito amor

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 comentários em "Ó, deixa eu apresentar para vocês… Essa é a Lica!"
  • Fernanda, parabéns! Ela é um amor <3 fiquei babando nas fotos aqui!

    Eu nunca tive um cachorro dessa raça, mas já tive uma pastor alemão e depois um toy poodle. Então posso te dar uma dica que talvez funcione?

    Nos primeiros meses dela na sua casa, evite ao máximo deixar qualquer calçado no chão: chinelo, salto, sandália, bota, etc. Depois que ela tiver com quase um aninho, você pode voltar a deixar tudo largado pela casa.

    O que acontece é que filhotes ficam muito entediados e acham que qualquer coisas que esteja "à altura do focinho"pertence à eles. Por isso você deve esconder tudo. Depois que ela estiver maior (talvez antes mesmo de um ano) mesmo que você deixe trezentos sapatos no chão ela não vai nem ligar,porque pra ela aquilo não será uma opção de diversão. Pode confiar: eu nunca tive nenhum sapato/chinelo destruído por um cachorro na vida.

    Outra dica semelhante se refere à roupas no varal. Quando eu tinha a pastor, eu cuidava de deixar o varal BEEEEM alto, para ela não conseguir pular nas roupas. O cachorro da minha vizinha puxava todos os lençóis e toalhas dela rs eu não o culpo, ver um pano gelado balançando deve ser mesmo divertido, mas com essa medida simples de manter fora do alcance, quando minha pastor cresceu ela simplesmente ignorava o varal, mesmo se as roupas estivessem arrastando no chão.

    Ah outra dica útil é: faça sempre carinho na sua dog enquanto ela estiver se alimentando. Isso evita que ela cresça e vire aquele cachorro que sai atacando as pessoas que chegam na hora em que ele está comendo. Ninguém merece cachorro te mordendo só porque você chegou na hora do almoço dele xD

    Eu sei que é meio trabalhoso mudar nossa rotina assim, mas vale muito à pena porque você vai economizar bastante. E também, ter um cachorro sempre muda nossa vida mesmo, né? hehehe

    Boa sorte com essa pequena <3

    • oi beca! adorei o comentário bíblia… <3
      na verdade, eu sempre tive cachorro em casa, quando morava com meus pais... mas morando sozinha, sendo dona 24/7, com todas as responsabilidades, é a primeira vez... até editei o post, para deixar isso claro. as dicas que tu deu (todas muito válidas, por sinal!) eu já aprendi na prática... filhote gosta mesmo de mordiscar tudo o que está ao seu alcance, néam? a cocker da minha mãe destruiu uma sandália novinha minha, fiquei bem chateada. mas a lica ainda não comeu nenhum sapato meu (e nem vai), porque eu deixo tudo dentro do armário ou em cima da bancada. mas quando ela foi lá na casa da minha mãe, o pessoal não se antenou que ela está na fase de destruir sapatos e deixou tudo no chão... mas eu tinha avisado. as roupas, ela pega do cesto de roupa suja, que é todo vazado (ela puxa a roupa pelos buraquinhos, acredita?). mas agora também coloco pra cima quando ela está solta na casa... são ajustes, né? a gente vai fazendo e vai ficando tudo certo... e ela está muito lindinha e queridinha agora! está começando a se comportar mais! então nem fico mais tão braba... ter cachorro é assim mesmo, né? mesmo que eles façam arte, a gente sempre perdoa, porque eles são muito fofos... hehehe!
      beijoooo

    • oi lu! obrigada… certamente, faremos uma duplinha divertida! e apesar de ela ser meio arteirinha, ela é muito carinhosa… está sendo bem legal essa nova experiência! ;)
      beijooo =***

  • Olá Fernanda, tudo bem?
    A Lica é muito fofa! Nunca tive beagle, a maioria dos meus cães foram vira-lata, rsrs. Atualmente, tenho uma Lhasa que, apesar de ser bem brava, é a minha companheira. Bichinho de estimação sempre alegra a nossa vida. ;)
    Beijos :*

    • oi gaby! sei bem como é, pois quando criança, sempre tivemos vira-latas em casa… e eles são superespertos, néam? anos atrás, tivemos dois cockers em casa. depois minha irmã comprou uma labrador… todos já se foram, infelizmente. atualmente, minha mãe tem uma outra cockerzinha (já falei sobre ela aqui no blog) e meu irmão uma vira-lata, que é um amorzinho! mas eu sempre fui apaixonada por beagles, desde criança, então achei que estava na hora de ter um para mim… e com a lica é alegria na certa, porque ela está sempre aprontando! hahaha!
      beijooo

  • Ela é linda!!!! Eu já quis ter um beagle quando era mais nova, mas acho uma raça muito sapeca para quem como eu é mais quieta e prefere dormir 16h por dia. Não teria disposição para gastar a energia do cachorro rs
    Tenho 6 gatos e um cachorro fofo. Todos sem raça e adotados da rua com muito amor e carinho.
    Dar o nosso amor para um bichinho aquece nossos corações e eles retribuem todo o amor que damos com muito mais amor!
    Vocês serão muito felizes juntas <3