23 de dezembro de 2012

No meu rádio: Pat Benatar

Passando aqui rapidinho para falar sobre uma cantora que eu “descobri” há pouco e que tocou muito no meu rádio esses últimos meses. Estou com este post anotado para escrever já faz algum tempo, mas como ando postando bem pouco, acabei adiando até agora. Mas não mais. Hoje eu vou falar para vocês um pouquinho de Pat Benatar, essa roqueira americana que começou a fazer sucesso mais de 30 anos atrás…

Pat Benatar

Mundialmente conhecida pelos hits “Heartbreaker” e “Love is a Battlefield”, Patricia Mae Andrzejewski — ou Pat Benatar — se tornou um ícone da musica rock por ser uma das primeiras figuras femininas a investir neste estilo, em uma época onde apenas homens e bandas se destacavam neste cenário musical. Em 1979, lançou seu primeiro álbum, entitulado “In The Heat Of The Night”, que alavancou sua carreira e lhe rendeu 4 Grammys, sete discos de platina e até uma indicação para o Hall da Fama do Rock and Roll em 2004.

Pat Benatar - In The Heat Of The Night In The Heat Of The Night (1979)
Pat Benatar
:star1: :star1: :star1: :star0: :star0:
O primeiro álbum de Pat Benatar contém 10 faixas e é puro rock and roll, desde o primeiro minuto até a última nota. O repertório começa com a famosa “Heartbreaker”, já com uma pegada rock, rolos de bateria e solinhos de guitarra. Adoro essa música! O refrão é contagiante e a voz dela muda em cada parte da música, variando do rouco ao agudo em questão de segundos. Depois vem a música “I Need A Lover”, que é um pouco mais calma, mas é viciante. Essa música foi o primeiro single do álbum, porém não fez muito sucesso na época. A música mantém o mesmo ritmo ao longo de seus 3 minutos e pouco e mostra bastante do rouco da voz da Pat, que é sensacional. Em seguida vem “If You Think You Know How to Love Me”, que também tem um refrão gostoso de ouvir, mas não é destaque no álbum. Foi lançada como o segundo single de Pat, mas também não teve uma recepção muito boa do público.

A quarta faixa é “In The Heat Of The Night”, música que dá nome ao álbum. Essa música é uma das baladas do álbum, boa para dançar juntinho, mas não me chamou a atenção desde que eu ouvi pela primeira vez. Passando para a próxima, vem “My Clone Sleeps Alone”, que é uma das minhas favoritas. A música começa apenas no piano e num ritmo lento, até que a melodia se desenvolve e chega num ápice, com fortes batidas de bateria, e a música explode. Ótima para cantar bem alto e dançar como se não houvesse amanhã.

As duas faixas seguintes (“We Live For Love” e “Rated X”) são boas, mas não são tão contagiantes como a anterior. São mais tranquilas e bem previsíveis do início ao fim, divertindo mas não sendo destaques do álbum. E então começa a segunda balada, chamada “Don’t Let It Show”, que é absurdamente ótima. A letra passa uma mensagem bem positiva sobre se manter firme e forte diante de uma situação difícil e a voz suave da Pat a torna uma linda canção. O refrão é emocionante e os agudos que ela alcança nesta música são incríveis.

“No You Don’t” é a nona música do álbum, que novamente vem com uma pegada bem roqueira… Batidas fortes de bateria e solos de guitarras o tempo inteiro, com a voz rouca de Pat são a combinação perfeita. O refrão é fácil de decorar e o ritmo é gostoso de ouvir, mesmo que passe uma vibe de raiva. O álbum fecha com “So Sincere”, que não é nem muito parada e nem muito agitada. Não acho que foi uma boa escolha para encerrar o álbum, pois parece que depois dela vem algo para fechar com chave de ouro, mas não… O álbum acaba por ali mesmo. Mesmo assim, esta e todas as outras músicas são gostosas de ouvir, num contexto geral. Vale a pena para conhecer a cantora e se divertir com as batidas marcantes de rock.

Antes de encerrar o post, vou colocar aqui o vídeo da música “Heartbreaker”, que foi o que bombou neste álbum e que lançou a carreira da Pat Benatar ao topo… Não achei o clipe da música, mas acho que esta versão mais recente da música ao vivo também serve! E logo abaixo, segue as minhas classificações das músicas e o link para baixar o álbum. Espero que tenham gostado!

Favoritas: Heartbreaker, My Clone Sleeps Alone e Don’t Let It Show
Ótimas: I Need A Lover, If You Think You Know How to Love Me e No You Don’t
Boas: In The Heat Of The Night, We Live For Love, Rated X e So Sincere
Escute também: Baixar este álbum

E era isso por hoje! Até a próxima!

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 comentário em "No meu rádio: Pat Benatar"
  • Outra música que admiro muito dela, é Love Is a Battlefield, o tom de voz dela muda em diferentes partes da música, dando uma sincronia muito boa, sem falar na letra, que é muito linda, enfim, essa música dela além de ser minha preferida é viciante…rsrs