3 de setembro de 2012

Gravata

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Até hoje ele continua sendo um pouquinho mais importante do que deveria. Não consigo lembrar dele e de tudo o que vivemos sem abrir um sorriso no rosto. O tempo passa rápido, mas parece que foi ontem que a nossa história aconteceu. Eu me lembro de alguns momentos com tanta nitidez, que fica difícil acreditar que aquele sentimento já foi embora e deu lugar apenas à saudade.

Até hoje eu não entendo muito bem como que tudo aquilo que sentíamos acabou não dando em nada… Como é possível ele sentir tanta falta, a ponto de me dizer isso todo dia, e depois ser frio o suficiente para simplesmente sumir da minha vida? Todas aquelas mensagens bonitinhas, todas aquelas conversas até altas horas da madrugada, todas as tentativas de abraços — estas que nunca deram muito certo, devo dizer. O nosso quinze de abril. Eu nunca contei a ninguém tudo o que aconteceu entre nós dois na época — ok, só alguns pedaços —, mas era tudo muito intenso e espontâneo. Só Deus sabe como foi torturante ver ele ir embora, para nunca mais voltar.

"Gravata", o apelido dele que só a gente entendia...

Depois daqueles ótimos meses que compartilhei com ele, eu aprendi a não pensar nele e a entender que, por algum motivo, não éramos para ficar juntos… Foi difícil, mas eu sobrevivi. Sobrevivi a tudo pensando que talvez ele não tivesse tido coragem suficiente para assumir o que sentia e que, quando dizia que passaria três dias me abraçando, ele estava sendo sincero comigo. Talvez todas aquelas conversas ao telefone tenham significado mais do que ele pensava, talvez todas aquelas cartas tivessem pequenas confissões nas entrelinhas, talvez ele sentisse o mesmo por mim, mas ele não estava disposto a descobrir…

Não me arrependo de ter me entregado aos meus sentimentos, não tenho vergonha de ter dito a ele que o amava, mas às vezes me pergunto o que teria acontecido se eu tivesse feito tudo diferente… Ou se as circunstâncias fossem outras. Sempre soube que era uma situação complicada, mas quem disse que eu tenho medo de arriscar? Quem disse que eu não sou forte o suficiente para tentar?

O que me restou foram as lembranças daquele cabelo, que batiam nos ombros e estavam sempre atrás das orelhas, as mãos mais bonitas que eu já conheci, o sorriso doce e a voz gostosa de ouvir, que tantas vezes tagarelou comigo madrugada a fora. Eu acho que eu não mudaria nada e também não desejo que um dia nos reencontrássemos pela vida, mas sempre penso: “e se?”… E se ele tivesse agido diferente? E se tivéssemos ficado juntos? Será que teria dado certo? Será que teríamos sobrevivido?

Eu sempre, por toda a minha vida, vou lembrar dele ao ouvir esta música… Não sei se ele ainda lembra, mas na época ela significava muito para nós dois. Mais para mim do que para ele. E eu não faço ideia de quantas vezes eu chorei a ouvindo, porque estava pensando nele.

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 comentários em "Gravata"
  • Aii eu adoro essa música e eu nem sabia o nome dela.. Esses seus posts mais pessoais são bem bonitos e acho que a gente acaba se identificando em algumas coisas, como em relação ao “e se?”. É incrível como essas duas palavras dão um nó danado na nossa cabeça..

    Beijo :*

  • Que post lindo, Fernanda! Eu amo essa música. Vocês dois tinham bom gosto rs Um dia desse estava assistindo “Cartas para Julieta” e uma das cenas do filme diz algo que muito tem haver com seu post. Diz mais ou menos assim (eu decorei a fala de tão linda que achei rs)

    E’ e ‘Se’ são duas palavras tão inofensivas quanto qualquer palavra. Mas coloque-as juntas, lado a lado, e elas têm o poder de assombrá-la pelo resto de sua vida.
    ‘E se?’… E se? E se?
    Não sei como sua história acabou. Mas se o que você sentia na época era amor verdadeiro, então nunca é tarde demais. Se era verdadeiro, então, por que não o seria agora? Você só precisa ter coragem para seguir seu coração.”

    Confesso que fiquei curiosa para descobrir a origem de um apelido tão curioso… E saiba que estou torcendo por você. Sei que tudo dá certo para aqueles que acreditam e se não foi com ele, sei que você vai encontrar alguém que faça seu coração bater mais rápido e mais devagar ao mesmo tempo. basta acreditar!

  • Ah, Fê! Essas lembranças tão felizes e dolorosas que rasgam a gente por dentro…

    Acalma esse coração que o que tiver que ser, será! Acredite, se ele for parte da sua vida que precisa voltar…a vida se encarrega disso! Sei que pode parecer clichê, mas eu mesma já vi algumas histórias assim que acabaram bem! Quem sabe?

    Eu sou apaixonada por essa música e adorei conhecer essa versão!

    Enfim, não perca as esperanças que a vida surpreende e muito!

    Tenha uma ótima semana!

    Beijos

  • As vezes não é o momento. As pessoas mudam, crescem, se descobrem. O importante (e mais difícil), é seguir a vida sem nem pensar no assunto. Se for pra se reencontrar lá na frente, se dessa vez for o momento certo pros dois, a gente nunca tem como saber.

  • lindo o texto!
    as vezes o amor nos prega algumas peças, mas de nada vale a vida se não tentarmos e lutarmos por ele.

    megaa bjoo
    ;**

    obs: eu e a Vivi trocamos presentinhos sim, em época de Natal e aniversário, a caixinha que mostrei no vídeo ela me mandou de aniver atrasado^^

  • Que linda história, que lindo poder ver e se identificar com tudo isso.
    Eu acho tão linda essa maneira que você tem de falar sobre os seus sentimentos.
    Infelizmente acontecem coisas na vida que as vezes acontecem para nós aprendermos algo que possa modificar nossa vida no futuro, que possa torna-la bem melhor e menos sofrida..

    Beijinhos!

  • Boa tarde Fernanda :)
    Gostei do texto ein?
    Pena que ao mesmo tempo que tenhamos lembranças bonitas,outros sentimentos parecem supera-los como saudade e talz…

    Obrigado pela visita :)
    Ah é,Gremista…torcendo pra vocês serem campeões mas sabado tem Corinthians x Grêmio ein? kkkkk

    Beijos