30 de agosto de 2015

“Dear Future Husband”, da Meghan Trainor, tocando para sempre no meu player

Sabe quando uma música gruda na sua cabeça e você não se importa de ficar ouvindo por horas e horas sem parar? “Dear Future Husband”, da cantora americana Meghan Trainor, teve esse efeito comigo. A versão acústica, principalmente.

Clipe de "Dear Future Husband", da Meghan Trainor

Ano passado, eu baixei 5 álbuns pop para ouvir: “1989” da Taylor Swift, “Beyoncé” da Beyoncé, “My Everything” da Ariana Grande, “Title” da Meghan Trainor e “Sweet Talker” da Jessie J… Os dois primeiros, pra mim, foram grandes decepções. Ouvi muita gente comentando que foram os melhores álbuns dos respectivos anos e bla-bla-bla e eu achei ambos muito ruins. Péssimos, de verdade! O álbum da Ariana Grande não é ruim, mas também não é nada muito sensacional. Eu estava esperando que fosse bem melhor, por todos os elogios sobre ela ter uma voz sensacional e coisas do tipo. Acabei não ouvindo muito o álbum da Jessie J, mas eu gostei bastante do que eu consegui ouvir, ocasionalmente.

Mas de todos esses, o álbum da Meghan Trainor foi o que falou mais alto. Eu não esperava muito dele, porque eu só conhecia a música “All About That Bass”, que é bem comercial e não mostra a cantora como ela realmente é. Na minha opinião, pelo menos. Mas todas as outras músicas, em conjunto, resultam em um álbum muito bom.

Clipe de "Dear Future Husband", da Meghan Trainor

No início deste ano, a Meghan foi convidada para participar da oitava edição do The Voice, e foi quando eu a conheci melhor. Ela ajudou o time do Blake Shelton em uma rodada da competição e mostrou entender muito de música, além de ser extremamente simpática e querida.

Alguns dias depois, eu li um tuíte do meu #muso, agradecendo a Meghan por ter postado uma foto dela com o Drew Taubenfeld no Instagram, elogiando e agradecendo-o pelo trabalho dele. Para quem não sabe, o Drew é irmão do meu muso, Evan Taubenfeld.

Na final da última temporada do The Voice, a Meghan voltou ao programa para se apresentar e cantou “Dear Future Husband” em versão acústica. Para a minha felicidade, o Drew estava com ela lá… Muito fofo ela tocando ukelele e o Drew sorrindo para ela. Já posso falecer de amores?

“Dear Future Husband” tem tocado no meu player por dias inteiros… Principalmente, quando eu estou surtando e preciso me concentrar para trabalhar ou fazer alguma outra coisa. Essa música me acalma e me anima, além de ter um ritmo gostoso. Segue aí outra apresentação do “casal”…

Já pode começar a shippar Meghan e Drew? Muito lindo os dois juntos.

E só para constar… Eu já vi o Drew tocando ao vivo duas vezes: no show do Evan Taubenfeld em Toronto, em 2009, e em um show da turnê da Demi Lovato no Brasil, em 2010. O Drew é diretor musical (acho chyque!) e já trabalhou com artistas como Demi Lovato, Selena Gomez, Cher Lloyd e Christina Perri. Fiquei superfeliz em saber que agora ele está tocando com a Meghan, que é mega talentosa e parece ser uma pessoa ímpar. Sucesso, Drew! Sucesso, Meghan! E eu quero muitas apresentações de “Dear Future Husband” acústicas por aí… Combinado?

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 comentários em "“Dear Future Husband”, da Meghan Trainor, tocando para sempre no meu player"
  • Olá, Fernanda! Tudo bem?
    Eu não escuto muito da música atual, especialmente pop. MAS, CARAMBA, que música gostosa! Muito obrigada por apresentar a Meghan, e em especial essa música que, concordo contigo, é muito viciante e dá vontade de ouvir MIL VEZES seguidas.
    Um abraço!

    p.s.: conheci teu blog através do #blogday.

  • Oi Fe!

    Comigo foi a mesma coisa! Aliás, são poucas as músicas dessa linda que eu escute e não goste. Mas essa tem um espaço especial no meu coração. Viciei e também amo escutar pra distrair e me acalmar. <3

    Como eu sei que você também compra cd, compre o dela! Não vai se arrepender!

    Beijinho

  • Ia dizer que não a conhecia mas All About That Bass tocou tanto que não teve como não conhecê-la. E ukelele é muito amor <3
    Adorei o ritmo da música e gostei principalmente dessa versão que ela cantou no The Voice *-*
    Beijo, Fê!