8 de agosto de 2016

“A Teoria de Tudo” é tudo de bom!

Eu estou há muito tempo querendo falar sobre “A Teoria de Tudo”, que foi o melhor filme que eu assisti no ano passado. Para mim, foi emocionante conhecer a história do Stephen Hawking, depois de ouvir tanto sobre ele nas piadinhas do seriado The Big Bang Theory. Eu nunca imaginei (ou parei para pensar) em como tudo aconteceu, mas virei fã do cara asim que o filme acabou…

“A Teoria de Tudo” é um filme incrível… Dirigido por James Marsh e baseado no livro “Travelling to Infinity: My Life with Stephen” de Jane Wilde Hawking, a história fala sobre conquistas, realizações e sobrevivência. Impossível assistir e não se comover… Preciso confessar que comecei a chorar aos 20min de filme e continuei até o final no mesmo ritmo. Desidratei pelos olhos.

The Theory Of Everything, o filme

Para quem não conhece a história ou nunca ouviu falar em Hawking, eu conto um pouco mais sobre ele. Stephen William Hawking é um físico teórico (oi, Sheldon Cooper feelings?) e cosmólogo, nascido em Oxford, na Inglaterra. Hawking é graduado em Física, pela College University, e possui um doutorado em Cosmologia, pela Universidade de Cambrigde.

The Theory Of Everything
Eddie Redmayne, interpretando o físico teórico Stephen W. Hawking

Aos 21 anos, na época em que estava escrevendo sua tese para o doutorado, ele descobriu que possuía esclerose lateral amiotrófica, um rara doença degenerativa que paralisa os músculos do corpo aos poucos, mas não interfere nas funções cerebrais. Em 1985, ele contraiu pneumonia em uma viagem e precisou se submeter a uma traqueostomia, perdendo a habilidade de falar. Anos mais tarde, ele começou a utilizar um sintetizador de voz para se comunicar. Mesmo com todas essas adversidades, Stephen Hawking é considerado um dos cientistas mais consagrados da atualidade, por suas excelentes contribuições a respeito dos teoremas de singularidade e da emissão de radiação por buracos negros.

The Theory Of Everything

The Theory Of Everything

Stephen Hawking à parte, eu quero falar um pouquinho sobre os fofos que protagonizaram essa história na telinha do cinema… A interpretação impecável do maravilhoso Eddie Redmayne e o carisma da linda Felicity Jones, que também fez um trabalho excelente. O Eddie se torna quase irreconhecível no papel de Hawking. É bem incrível. Os trejeitos, a voz arrastada, os movimentos, as expressões faciais… Não consigo pensar em qualquer outro ator que poderia ter feito o papel tão bem quanto ele. E Felicity Jones, com sua carinha de boneca de porcelana, lindíssima o filme inteiro. No papel de Jane Wilde, primeira esposa de Hawking, ela se mostrou extremamente forte e dedicada. E Felicity e Eddie têm química. Você vê os dois juntos e pah! Já fica shippando logo de cara… Quem nunca?

The Theory Of Everything

The Theory Of Everything
Felicity Jones como Jane Wilde, a primeira esposa de Stephen Hawking

O filme inicia contando como Stephen Hawking, um estudante de pós-graduação da prestigiada Universidade de Cambridge, conheceu Jane Wilde, sua primeira esposa. Quando começam a se apaixonar um pelo outro, ele descobre que possui uma doença degenerativa, tendo apenas mais 2 anos de vida, e decide se afastar de Jane. No entanto, ela diz a ele que não está preparada para abandoná-lo, independente da sua doença, e o convence a aproveitar o tempo que têm juntos, enquanto ainda é possível… Eles se casam em 1965.

The Theory Of Everything

The Theory Of Everything

Passados aqueles dois anos, Stephen continua vivo, porém a doença afetou praticamente toda a sua parte motora e tudo se torna mais difícil para ele. Em 1884, mesmo com suas desabilidades, ele lança o livro “A Brief History of Time”, tornando-se mundialmente conhecido na área científica. Stephen e Jane têm três filhos juntos: Robert, Lucy e Timothy. Em 1995, eles se divorciam.

The Theory Of Everything

The Theory Of Everything

Acho que é por isso que o filme toca diretamente nossos corações… Com atuações tão incríveis, você fica apreensivo por saber que tudo aquilo aconteceu de verdade e imagina o quão difícil foi. Empatia, all the way… Fiquei tão comovida com a história toda, que assim que o filme terminou, fiquei horas e horas lendo sobre o Stephen Hawking na internet e tentando saber o que ele anda fazendo atualmente…

Stephen Hawking, hoje com 74 anos, continua ativo com suas pesquisas em diversas instituições. E, para mim, a parte mais interessante dessa história toda é que o Stephen Hawking realmente é um gênio. Mesmo com a doença e com todos os obstáculos que enfrentou, ele se consagrou por suas teses e teorias. Até os dias de hoje, Hawking está procurando pela equação que explica o início de tudo… E, olha, não duvido que ele chegue muito, muito perto da resposta.

Por favor, assistam o filme. Sem mais.

BEDA Agosto 2016

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários em "“A Teoria de Tudo” é tudo de bom!"