22 de fevereiro de 2015

7 coisas que eu odeio no trânsito

Eu, simplesmente, amo dirigir. Amo mesmo, de verdade. Eu tirei minha carteira de motorista quando eu tinha 19 anos e dirijo, praticamente, todos os dias desde então. Bom, ou quase isso. Por esse motivo, nunca me importei em trabalhar em outra cidade (leia-se Porto Alegre, okz?) e levar cerca de 40 minutos para chegar todo dia na empresa e mais tudo isso de novo para voltar. Ou até 2h, dependendo do dia da semana e do horário. Eu ligo o rádio num volume bem alto e fico ouvindo os meus artistas favoritos, cantando e dançando como se não houvesse amanhã… Engato a primeira e vou, bem tranquila.

Eu amo dirigir!

No entanto, tem algumas coisinhas que me tiram do sério quando estou dirigindo… E já adianto, engarrafamento não é uma delas. Claro, é um saco ficar trancado no trânsito, naquele “anda um pouquinho e freia” sem fim, dirigindo a 20km/h por uma distância que parece não acabar nunca. Mas isso não me irrita, só é muito chato. Mas quem dirige sabe, faz parte. O que me estressa de verdade são coisas mais específicas. Vamos à lista?

1) Motoqueiro que acha que o corredor é sua própria pista

Tem coisa mais irritante do que motoqueiro que passa buzinando do seu lado, quase levando o seu retrovisor junto? Ou pior, quando você vai trocar de pista e aparece, do nada, uma moto que quase bate em você? E, sim, você deu seta e olhou antes de trocar de pista, mas ela não estava lá segundos antes… Eu queria que todas as motos andassem na pista e não ficassem atrapalhando o trânsito e me causando infartos — levo cada susto com motoqueiros quase batendo em carros e ônibus, que chego a pisar no freio por reflexo. Resumo da história, eu odeio motos. E odeio motoqueiros que não respeitam as leis de trânsito. Ou seja, todos eles. Andem nas suas pistas, suas pragas. Que coisa mais séria!

2) Veículos que não dão seta para dobrar ou trocar de pista

Isso é para ser a coisa mais simples do mundo: se você quer dobrar ou trocar de pista, primeiro você liga a seta, depois olha pelos espelhos para ver se tem espaço e está tudo tranquilo e então vai… Mas não, os arigós só enfiam o carro na frente do seu ou param drasticamente na esquina, para entrar na rua de repente. Ou pior, ligam a seta um segundo antes de dobrar, achando que vai adiantar alguma coisa… Meo, se você sabe que vai dobrar ali, liga a seta beeem antes, não tem problema. É melhor ser adiantado e deixar todo mundo avisado, do que ficar atrapalhando todo o trânsito e quase causando acidentes… Não entendo a dificuldade. É dose, viu?

3) Quando o veículo que está vindo logo atrás não reduz para deixar você trocar de pista e, ao invés disso, acelera ainda mais e corta na sua frente

Esse problema seria resolvido com apenas uma coisa: gentileza. As pessoas estão sempre com muita pressa e querem tirar proveito de todas as situação possíveis. Por conta disso, não podem deixar outra pessoa entrar na sua frente, mesmo que isso signifique tirar o pé do acelerador por dois segundos. É tudo uma questão de deixar o trânsito fluir melhor… Grande coisa você tocar o seu carro por cima dos outros só para dizer que chegou primeiro, já que você não ganhará nada por isso. Seja gentil, dê espaço para alguém passar à sua frente, quando necessário. E, por favor, néam? Nada de ficar andando em zig zag entre os outros carros… Tudo tem limites.

4) Quando você está vindo em uma velocidade considerável e um veículo entra de outra rua na sua frente, em velocidade tartaruga

A regra é clara: se você for entrar numa rua e ver que está vindo um outro veículo, certifique-se de que dará tempo de fazer a conversão e entrar no fluxo do trânsito, sem que os outros carros precisem usar freios ABS para deixar você passar… Ou seja, se tiver pouco espaço, entre na via e pise no acelerador com tudo. Ou nem entra, né? Se você quer entrar em ritmo de lesma, espere até abrir um buraco maior (ui!)… Vendo pelo outro lado, se você está vindo rápido e percebe que tem alguém querendo entrar na rua, tente trocar para a pista ao lado (se tiver, claro) para que ele consiga entrar e você não precise parar, frear ou atrapalhar o trânsito… É tão simples. Basta usar o bom senso.

BR 166 (Canoas/RS)
Trecho da BR-116, que eu pego todo dia na volta do trabalho…
5) Motoristas que não conseguem fazer a curva em sua própria pista e invadem metade da sua

Esse item é bem crítico. Principalmente, porque eu passo por isso todo santo dia. Eu não consigo encontrar uma explicação para esse fenômeno: ou todo mundo está dirigindo bêbado ou só eu e uns gatos pingados enxergamos linhas imaginárias ao fazer a conversão. Se você está na faixa da direita, ao dobrar ou fazer a curva, deve continuar na mesma faixa da direita, certo? Eu não posso estar tão louca assim… O fato é que, em momentos como este, eu sempre prefiro ir mais devagar e esperar para ver o que o motorista do lado vai fazer: se atravessar na minha frente ou fazer a curva como uma pessoa normal. E todo mundo sempre escolhe a primeira opção… Por que, meu Deus? Por que?

6) Veículos que grudam na sua traseira e ficam colocando luz alta

Amigão, se você quer que eu deixe você me ultrapassar, não faça isso… Jamais. Eu posso ter me distraído por alguns segundos e não ter visto você se aproximar, mas isso não justifica você jogar luz alta na minha cara… Geralmente, eu troco de pista quando vejo que alguém está vindo com mais velocidade do que eu, mas se você ficar me incomodando, eu provavelmente não sairei da frente de propósito. Está com pressa? Sai mais cedo de casa. Quer passar? Passa por cima. Não tenho paciência com pessoas grossas e estúpidas no trânsito… Se eu deixar você passar mesmo assim, é porque simplesmente não quero que você estrague o meu dia. Já vai tarde, demônio.

7) Quando um veículo vem pelo acostamento ou por um atalho proibido e embica o carro para entrar na sua frente

Primeiro, a pessoa já começou fazendo errado por vir por um lugar que não podia. Segundo, se você estava esperando na fila à frente dela, por que deveria deixá-la passar agora? De novo, as pessoas não têm paciência e só querem contar vantagem. Se todos os motoristas seguissem as regras à risca, esse tipo de problema não aconteceria… E é chato pra caramba, né? Cara, espera a sua vez. Eu já estava aqui, esperando para seguir o meu caminho. Quando for a sua vez, você também irá. Em alguns casos, eu não me importo em deixar alguém passar na minha frente, por exemplo, alguém que estava meio perdido e precisava dobrar exatamente naquela rua à direita… Ok, tudo bem, você pode passar. Mas quando você sabe que a pessoa apenas está dando uma de esperta, ãh-ãh… Eu não deixo passar e ainda olho com cara feia… Humpf! Se toca, filho!

Sou bastante paciente e costumo ser gentil no trânsito, mas tem gente que abusa, néam? E daí dirigir vira sinônimo de incomodação na certa. Não, gente. Vamos evitar o estresse! Já tem tanta coisa para nos deixar chateados nessa vida, dirigir não deveria ser uma delas… Dirigir é tão legal.

Se todo mundo se comportasse direitinho enquanto dirige, o trânsito seria muito mais agradável e aconteceriam menos acidentes também. Vamos prestar mais atenção, ser mais gentis e deixar o fluxo seguir em paz… E, se você também dirige, tente não incomodar o trânsito alheio, fazendo coisas como as dos itens que citei acima… O trânsito agradece. E eu também.

Gostou deste post?
(0)
Comente Este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 comentários em "7 coisas que eu odeio no trânsito"
  • Me vi nesse post xD
    Tirei minha carteira com 18, mas só comecei a pegar de fato no carro um ano depois, quando estava quase recebendo minha CNH. Confesso que de vez em quando esqueço uma seta (principalmente quando vou mudar de faixa. Se eu vou dobrar eu aviso), mas me irrita profundamente quem acelera pra não deixar você entrar na frente. Agora, o que mais me irrita é ver um carro andando like a tartaruga, numa rua sem movimento algum e que o limite é 40km/h (ou mais). Falto ficar louca nessas horas. Outra coisa que me irrita é na hora de fazer um retorno. Tempos atrás eu quase engoli uma mulher porque eu tava entrando da forma certa e ela achou uma brecha entre meu carro e o canteiro do meio e eu não consegui ver mais nada.
    Adorei o post.
    ;*

  • Concordo com o post, menos com o Item 6.

    Odeio quando estou na faixa da esquerda e tem um ser humano fora da velocidade compatível. Só que por essas bandas ninguem multa a tartaruga da Esquerda.

    Bjos